Descrição de chapéu Futebol Internacional

Jornal italiano faz capa com 'black friday' e negros Lukaku e Smalling

Manchete racista gerou críticas ao Corriere Dello Sport, que se diz inocente

São Paulo

A capa do jornal esportivo italiano Corriere Dello Sport, desta quinta-feira (5), trouxe notícias do clássico entre Internazionale de Milão e Roma usando a manchete "black friday", acompanhada da foto dos jogadores negros Romeo Lukaku e Chris Smalling.

A reação foi imediata. A Inter usou suas redes sociais para afirmar que "sempre será oposta a qualquer tipo de discriminação". Outros clubes, como a Fiorentina, se solidarizaram, usando hashtags contra o racismo. A Roma, também nas redes sociais, ironizou o redator de capas do jornal, e o técnico da equipe, Paulo Fonseca, respondeu dizendo que "precisamos ser mais conscientes".

O jornal, em nota, se defendeu da repercussão negativa. Chamou as redes sociais de "caixotes de lixo", disse que as críticas são "indignação barata", e que o termo black friday foi usado, na verdade, como "elogio da diferença". Quem nega essa diferença, na verdade, cometeria o "erro do racismo dos antirracistas", completa o texto.

Nas redes sociais, o atacante belga Lukaku respondeu à publicação da capa, chamando ela de "uma das mais imbecis manchetes que já vi na minha carreira". "Vocês seguem incentivando a negatividade e o racismo", completou.

Smalling também usou sua conta no Twitter para se pronunciar. "Espero que os editores envolvidos nessa manchete assumam a responsabilidade e entendam o poder que eles tem por meio de palavras, e os impactos que essas palavras podem ter", escreveu.

Lukaku já foi uma das muitas vítimas do futebol italiano no passado recente. Ouviu cantos de macaco durante a partida contra o Cagliari, em setembro, e ainda viu a integrantes da torcida organizada do seu próprio clube minimizarem o caso como um simples ato de provocação.

Pouco depois, o lateral esquerdo brasileiro Dalbert Henrique, da Fiorentina, ouviu o mesmo tipo de ofensa vindo das arquibancadas do Atalanta. Na ocasião, avisou o árbitro, que interrompeu a partida momentaneamente. "O racismo se combate com educação, condenando, falando nele. Devemos combater os racistas até o fim", disse na ocasião o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Na reportagem desta quinta, o jornal italiano afirma que Lukaku e zagueiro Smalling, ex-companheiros de Manchester United, são ídolos de suas equipes e farão o principal duelo individual da partida. "Eles aprenderam a se respeitar. Tomaram atitudes fortes contra o racismo", diz a reportagem.

Para o coordenador do Observatório Racial do Futebol, Marcelo Carvalho, a Itália é um dos polos de racismo no futebol, assim como países do leste europeu como Ucrânia.

"Entra a questão do nacionalismo muito forte [nesses países], a questão da xenofobia, o ódio ao imigrante, sobretudo o negro”, afirma.

Capa do jornal italiano Corriere Dello Sport com os jogadores negros Lukaku e Smalling e a manchete 'Black Friday'
Capa do jornal italiano Corriere Dello Sport com os jogadores negros Lukaku e Smalling e a manchete "black friday" - Reprodução/Corriere Dello Sport
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.