Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro

Palmeiras anuncia que desistiu de contratar Jorge Sampaoli

Argentino pediu R$ 2 milhões por mês para ele e comissão técnica

São Paulo

Palmeiras encerrou as negociações com o técnico argentino Jorge Sampaoli, 59, ex-Santos. A informação foi confirmada através da assessoria de imprensa do clube alviverde na tarde deste sábado (14).

O argentino, que deixou o Santos nesta semana, era o preferido dos palmeirenses para assumir a vaga de Mano Menezes, 57, demitido no último dia 1º. 

Jorge Sampaoli, técnico da seleção argentina na Copa de 2018, era grande desejo do Palmeiras. - Carl Recine/Reuters

Sem Alexandre Mattos, demitido junto com Mano Menezes, o presidente alviverde Maurício Galiotte conduzia o plano de contratar Sampaoli, antes mesmo de o técnico deixar o Santos.

Dirigente e técnico se reuniram em um hotel na quinta-feira (12) no Rio de Janeiro. O técnico, na ocasião, gostou das condições de trabalho oferecidas. O custo mensal para ter o argentino seria de R$ 2 milhões, entre salário dele e dos auxiliares.

O Palmeiras fez uma contraproposta e deu ultimato para Sampaoli responder até este sábado. O argentino, assim, o fez, mas não aceitou o que o clube ofereceu.

O recuo do Palmeiras simboliza um novo momento do clube, que nos últimos anos, com a parceira Crefisa, não economizou para reforçar o seu elenco. Segundo estudo da EY que analisou os balanços dos 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro no ano passado, o time paulista foi quem mais gastou com o departamento de futebol: R$ 516 milhões. O Corinthians, segundo colocado, gastou R$ 377 milhões e o Flamengo, terceiro, R$ 367 milhões.

Após treinar a Argentina na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, Sampaoli aceitou a proposta do Santos e chegou ao Brasil em dezembro. No clube obteve resultados positivos e teve uma relação conturbada com o presidente José Carlos Peres.

Logo no primeiro mês de trabalho, em janeiro deste ano, o argentino reclamou da falta de reforços e da omissão da diretoria diante da saída de Bruno Henrique, que foi para o Flamengo.

Com Sampaoli, o Santos foi  vice-campeão do Brasileiro, com 74 pontos, atrás do Flamengo, que somou 90 pontos. No primeiro semestre, foi eliminado pelo Corinthians, na semifinal do Paulista, e caiu diante do River Plate do Uruguai na Copa Sul-Americana. 

A saída da Vila Belmiro foi conturbada. O técnico negou que tenha pedido demissão, conforme o Santos havia anunciado na última quarta-feira e, assim, escaparia de pagar multa rescisória de R$ 10 milhões ao argentino. Em meio ao impasse, o técnico fez uma carta de despedida no dia seguinte, não mencionou Peres e escreveu que o "Santos foi uma das minhas casas mais lindas."

O argentino comandou o clube em 63 partidas, obteve 35 vitórias, 15 empates e 15 derrotas, um aproveitamento de 61,5%.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.