Rüdiger, do Chelsea, é vítima de racismo em clássico com Tottenham

Zagueiro foi alvo de ofensas vindas das arquibancadas em Londres

São Paulo

O jogo já estava 2 a 0 para o Chelsea sobre o Tottenham quando, aos 31 minutos do segundo tempo, a partida foi paralisada por atos de racismo nas arquibancadas.

A partida foi disputada no estádio do Tottenham neste domingo (22) e o alvo foi o zagueiro negro Rüdiger, 26. As câmeras da transmissão mostraram ele indicando que viu e ouviu torcedores imitando macacos. Na entrevista após a partida, o técnico Frank Lampard confirmou que seu jogador informou a ele sobre as manifestações racistas, e que ele repassou a informação ao juiz.

O árbitro seguiu o protocolo da Fifa, paralisou o jogo e os alto-falantes do estádio foram acionados, emitindo três alertas sonoros aos torcedores.​

Rüdiger, do Chelsea, disse ter sido alvo de ofensas racistas de torcedores do Tottenham
Rüdiger, do Chelsea, disse ter sido alvo de ofensas racistas de torcedores do Tottenham - Reuters

"Comportamento racista dos torcedores interferem na partida", disse o aviso. "Por favor, lembrem que não há espaço para racismo no futebol". 

"Eu avisei o juiz imediatamente [após o Rüdiger me avisar] e deixei ele fazer o trabalho dele. Estamos preocupados e atentos a este comportamento e precisamos parar isso. Agora eu espero que tudo se resolva e que isso seja erradicado o quanto antes. É um problema não só no futebol, mas na vida", disse o técnico Lampard.

O Tottenham disse estar investigando o caso e que tomará a atitude "mais forte possível".

O capitão do Chelsea, Cesar Azpilicueta, afirmou após a partida que reportaria o caso. "Temos reuniões com a Premier League após todos os jogos", disse à rede de televisão Sky.

O incidente aconteceu pouco após Rüdiger se envolver em um lance com o atacante Son, do Tottenham, que acabou expulso de jogo após o VAR entender que ele agiu violentamente contra o zagueiro do Chelsea.

Os gols da vitória da equipe visitante foram marcados pelo brasileiro Willian, os dois no primeiro tempo.

Com a vitória, o Chelsea chega a 32 pontos, ficando na quarta posição da Premier League. Já o vice-campeão da Champions League, o Tottenham segue com 26 pontos, na sétima colocação.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.