Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro

São Paulo e Corinthians tentam garantir Libertadores

Finalistas do Paulista neste ano buscam salvar temporada com classificação

São Paulo

São Paulo e Corinthians tem, nesta temporada, diversos aspectos em comum, como por exemplo terem disputado a final do Campeonato Paulista. Por outro lado, trocaram de técnico durante o ano e terminam o Campeonato Brasileiro longe dos líderes.

Agora, faltando três rodadas para o fim do Nacional, buscam pelo menos garantir um lugar na Copa Libertadores do ano que vem.

Enquanto o São Paulo vai até Porto Alegre encarar o Grêmio, às 19h deste domingo (1º), uma hora mais cedo o Corinthians enfrenta o Atlético-MG na Arena Independência.

Fernando Diniz é o terceiro técnico do São Paulo na temporada
Fernando Diniz é o terceiro técnico do São Paulo na temporada - Amanda Perobelli - 30.nov.2019/REUTERS

Situação um pouco mais cômoda vive o time do Morumbi. Com 57 pontos e na sexta posição, precisa somar dois pontos para confirmar a vaga.

A equipe de Fernando Diniz enfrenta o Grêmio, quinto colocado e com dois pontos a mais na tabela de classificação.

Quatro pontos à frente do sétimo colocado (o primeiro dos que precisam passar pela primeira fase do torneio continental), o São Paulo pode até perder um de seus jogos que fica dentro da faixa que dá direito a uma vaga direta na fase de grupos, no ano que vem.

Já o Corinthians se apoia em uma inflada zona de classificação para a Libertadores para acreditar na vaga.

Com o Flamengo campeão tanto do Brasileiro quanto da Libertadores e o Athletico-PR, vencedor da Copa do Brasil, atualmente em quarto lugar, a faixa dos classificados ao torneio sul-americano cresceu duas posições, indo até o oitavo colocado.

A equipe alvinegra está em 8º, com 53 pontos, quatro a mais que o Goiás, primeiro time que não classifica para a Libertadores.

Na sequência que começa neste domingo, contra o Atlético-MG, e segue com Ceará e Fluminense, o Corinthians só depende de si para ficar com a vaga.

Pode até perder um destes jogos que mantém a posição. Mas se perder dois, corre o risco de ser ultrapassado pelo Goiás (caso este vença todos os seus compromissos até o fim do torneio), e acabar em nono.

Um lugar direto na fase de grupos, no entanto, não é tão simples. Precisa tirar quatro pontos de diferença para o São Paulo, ou seja, torcer por pelo menos uma derrota e um empate do rival paulista.

Já garantido na Copa Libertadores de 2019 e com o título do Brasileiro nas mãos do Flamengo, o Santos briga agora para manter o segundo lugar.

Neste domingo (1º), às 19h (Brasília), recebe a já rebaixada equipe da Chapecoense.

O time de Jorge Sampaoli tem atualmente 68 pontos, o mesmo que o Palmeiras, mas leva a vantagem pelo número de vitórias (20 a 19).

Além do prestígio de terminar o torneio à frente de um rival local, que tem também um orçamento consideravelmente maior, o vice-campeonato interessa aos cofres do clube.

Isso porque, além da premiação da CBF, a nova divisão das cotas de TV pagará mais a times mais bem colocados.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.