Após 'brincadeira' de diretor do Corinthians, Cantillo assume camisa 24

Dirigente causou polêmica ao dizer 'aqui, não' sobre preferência de colombiano

São Paulo

O volante colombiano Victor Cantillo, 26, foi relacionado pelo Corinthians para a partida desta quinta-feira (30), contra a Ponte Preta, com início às 21h30, com a camisa número 24.

Durante apresentação oficial do jogador pelo time alvinegro, no início do mês, o diretor de futebol do clube, Duílio Monteiro Alves, fez o que ele mesmo classificou posteriormente como uma "brincadeira infeliz", ao falar da preferência do colombiano pela numeração. "24, aqui, não", comentou na ocasião. 

O atleta colombiano usava essa camisa em seu clube anterior, o Junior Barranquilla (COL). Os dirigentes alvinegros o alertaram, porém, que no Brasil o número é associado à homossexualidade de maneira preconceituosa por ele representar o animal veado no jogo do bicho.

Cantillo e Duílio exibem uma camisa sem o número 24 às costas
Cantillo e Duílio exibem uma camisa sem o número 24 às costas - Daniel Augusto Jr. - 9.jan.20/Ag.

​“Explicaram para mim que eu não poderia usar a 24, que usei muito no Junior. Mas número não importa. Vou dar o meu melhor”, afirmou Cantillo durante sua apresentação. Inicialmente, estava previsto que ele usaria o número 8, mas nesta quinta o Corinthians voltou atrás e permitiu que o atleta usasse a camisa com sua numeração preferida.

No mesmo dia em que causou polêmica, Duílio também pediu desculpas.  "Quero me desculpar pela brincadeira infeliz e informal que fiz antes da apresentação do atleta Víctor Cantillo. O Corinthians é o time do povo, é o time das minorias, é o time de todos. E sempre usa sua marca em favor de campanhas contra qualquer tipo de preconceito."

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.