Nike suspende vendas de itens de Kobe após sua morte, diz TV

Decisão teria sido tomada nos EUA para prevenir revendas inflacionadas de artigos

São Paulo

A Nike tomou nesta segunda-feira (27) a decisão de suspender as vendas de itens da linha Kobe Bryant em sua loja virtual, de acordo com a ESPN americana.

No país, a busca por Kobe Bryant no site da Nike leva o usuário a uma página com um cartão de presente da empresa, roxo e dourado, com o logo do Los Angeles Lakers.

Uma busca por "Kobe Bryant" e assuntos relacionados mais tarde na segunda resultou em uma página com a declaração da Nike, de domingo (26), sobre a morte do atleta.

O fato acontece quando se utiliza a loja virtual da empresa nos Estados Unidos. Na loja brasileira, no entanto, é possível realizar a compra normalmente.

"Junto com milhões de atletas e fãs pelo mundo, estamos devastados com as notícias trágicas de hoje. Estendemos nossas condolências àqueles próximos a Kobe e Gianna, especialmente familiares e amigos", diz o texto, em inglês.

Kobe, 41, foi um dos nove mortos no acidente de helicóptero no Calabasas. Sua filha de 13 anos, Gianna, também estava entre as vítimas.

Citando fontes não identificadas na empresa, a ESPN afirma que a decisão de suspender as vendas foi tomada para prevenir que revendedores acumulassem itens da linha Kobe e depois os negociassem por preços elevados.

A reportagem ainda diz que a Nike está reavaliando agora como irá lançar o próximo tênis da série Kobe Bryant. De acordo com a ESPN, mais de 100 jogadores da NBA usaram o calçado nesta temporada.

Trae Young, do Atlanta Hawks, usou tênis da linha Kobe, com o nome do astro escrito neles, durante jogo após a morte do astro
Trae Young, do Atlanta Hawks, usou tênis da linha Kobe, com o nome do astro escrito neles, durante jogo após a morte do astro - Kevin C. Cox - 26.jan.2019/AFP

Com informações da agência Reuters

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.