Descrição de chapéu Futebol Internacional

Neymar leva amarelo por drible, se revolta e discute com arbitragem

De cabelo rosa, atacante participou de goleada do PSG sobre o Montpellier

São Paulo

Neymar não marcou, mas foi personagem da goleada de 5 a 0 do Paris Saint-Germain sobre o Montpellier, neste sábado (1º), no Parque dos Príncipes, pelo Campeonato Francês.

Aos 37 minutos do primeiro tempo, o atacante brasileiro, que estreou penteado rosa, tentou aplicar uma lambreta em Souquet, atleta adversário. O árbitro da partida, Jerome Brisard, repreendeu o camisa 10 pela tentativa do lance plástico. Neymar não gostou, reclamou com o árbitro e tomou um cartão amarelo.

Neymar se revoltou com cartão amarelo após bronca do árbitro por tentativa de drible
Neymar se revoltou com cartão amarelo após bronca do árbitro por tentativa de drible - Gonzalo Fuentes/Reuters

Revoltado com a marcação, ele entrou nos túneis para o vestiário do Parque dos Príncipes e discutiu com o quarto árbitro.

"Jogar futebol é proibido nessa porra. Jogar futebol dá amarelo para mim agora. Jogo futebol, não falo porra nenhuma e eu tomo a porra de um amarelo", disse o jogador.

O árbitro auxiliar pediu, em inglês, para que o jogador "falasse francês", gerando ainda mais ira por parte do brasileiro.

"Speak french (fale francês, em inglês) é o caralho, vai tomar no cu", respondeu Neymar.

Antes da vitória diante do Montpellier, Neymar fez uma homenagem a Kobe Bryant, ex-jogador de basquete morto no último dia 26 em acidente de helicóptero. No aquecimento, o atleta utilizou uma camiseta com o número 24, que era utilizado por Bryant, e o nome do ídolo do Los Angeles Lakers.

Em campo, o PSG atropelou o Montpellier, com gols de Sarabia, Di María, Congré (contra), Mbappé e Kurzawa.

A equipe parisiense lidera o Campeonato Francês com 55 pontos, 13 a mais que o segundo colocado Olympique. O time de Marselha, porém, entra em campo neste domingo (2), contra o Bordeaux.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.