Zoca, irmão mais novo de Pelé, morre aos 77 anos

Jair Arantes do Nascimento tentou carreira no Santos e cuidou de empresas do Rei

Santos

Morreu no fim da noite desta quarta-feira (25), aos 77 anos, Jair Arantes do Nascimento, o Zoca, irmão mais novo de Pelé. Ele lutava contra um câncer de próstata e estava internado no hospital Casa de Saúde de Santos, no litoral paulista.

O velório será realizado na tarde desta quinta (26), no cemitério Memorial Necrópole Ecumênica, também em Santos, em cerimônia restrita.

Pelé, 79, não irá ao velório. Ele não costuma participar dessas cerimônias e, recentemente, tem evitado aparições públicas.

"Com muita tristeza no coração, informo que meu amado irmão Jair Arantes do Nascimento faleceu nesta noite em Santos, no hospital onde estava sendo atendido por complicações na próstata, onde vinha tratando de câncer há mais de um ano. Que Deus o receba no céu e console nossa familia", escreveu o Rei do Futebol no Twitter.

Em março do último ano, ele também não foi ao enterro do ex-companheiro de ataque Coutinho. Na ocasião, disse que tinha compromissos comerciais em São Paulo.

Zoca completaria 78 anos em 22 de julho. Ele tentou a carreira no futebol, mas desistiu após uma curta passagem pela Vila Belmiro no início da década de 1960.

Ao todo, foram 15 partidas e quatro gols marcados. Depois, passou a cuidar de algumas das empresas de Pelé. O Rei ainda tem outra irmã, Maria Lúcia Arantes do Nascimento Magalhães.

Pelé em foto com os irmãos Zoca e Maria Lúcia e a mãe, Dona Celeste
Pelé em foto com os irmãos Zoca e Maria Lúcia e a mãe, Dona Celeste - Acervo UH - 30.nov.14/Folhapress

Em 2012, o ex-jogador passou por uma cirurgia para colocar uma prótese no quadril. Em entrevista à Folha, em 2016, ele chegou a dizer ter sido vítima de um erro médico. O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) absolveu os profissionais.

Recentemente, em 13 de fevereiro, Pelé divulgou uma nota após as declarações de seu filho Edinho, ao Globoesporte.com, de que o pai estava recluso, por causa da limitação de mobilidade, e com "certa depressão”. O tricampeão mundial negou e disse estar bem.

"Obrigado por suas orações e preocupações. Eu estou bem. Estou completando 80 anos neste ano [23 de outubro]. Eu tenho meus dias bons e maus. Isso é normal para pessoas da minha idade. Não tenho medo, sou determinado, sou confiante no que faço", afirmou em nota.

"Eu tive duas sessões de fotos no mês passado para campanhas que utilizam a minha imagem e testemunho. Tenho vários eventos futuros agendados. Eu não evito cumprir compromissos da minha sempre movimentada agenda. Continuo aceitando minhas limitações físicas da melhor maneira possível, mas pretendo manter a bola rolando", completou.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.