Descrição de chapéu Coronavírus

Leandrinho pensou que fosse morrer ao ter sintomas da Covid-19

Jogador de basquete relata a jornal período doente e tensão com nascimento da filha

São Paulo

Em entrevista publicada pelo site do jornal The New York Times nesta segunda-feira (27), o jogador brasileiro de basquete Leandro Barbosa, 37, disse que os sintomas da Covid-19 fizeram ele pensar que iria morrer.

O campeão da NBA pelo Golden State Warriors (2015), que joga atualmente pelo Minas Tênis Clube, no Brasil, contou que a doença o atingiu de maneira mais forte em 17 de março, três dias após a partida de sua equipe contra o Corinthians –e um depois da paralisação do campeonato nacional de basquete.

"Aquela foi a pior noite de minha vida", afirmou Leandrinho.

O teste positivo para Covid-19 saiu no dia 21 do mês passado. Segundo Leandrinho, a febre e as dores no corpo foram diferentes de tudo o que ele já havia sentido. "Realmente eu senti que iria morrer", relatou.

Além dos fortes sintomas, o coronavírus teve implicação no nascimento de sua filha, Isabela, no dia 22 de março.

Talita Rocca, sua esposa, estava grávida de 38 semanas e deveria dar à luz em 26 de março. No entanto, havia a suspeita que ela também estivesse contaminada, o que foi confirmado posteriormente.

Os médicos então decidiram induzir o parto imediatamente. Doente, Leandro teve que que acompanhar o nascimento da filha pelo aplicativo FaceTime.

Leandrinho Barbosa em ação na Copa do Mundo de basquete, em 2019
Leandrinho Barbosa em ação na Copa do Mundo de basquete, em 2019 - Edgar Su - 1º.set.19/Reuters

"Eu não sabia o que fazer", disse o jogador. “Tudo o que fiz foi falar para ela ao telefone: 'Escute, você terá que fazer isso sozinha. Pense no bebê, não em mim.'"

De acordo com o atleta, ele e a esposa estão curados, e a filha nasceu saudável.

Leandrinho lamentou a paralisação do NBB por acreditar nas chances de título da sua equipe, mas reconheceu que a atitude da liga nacional foi correta.

"Eu adoraria voltar. A razão é porque acho que temos potencial para vencer o campeonato. Mas eu peguei o vírus. Eu sei como é isso. É impossível que a liga continue. No momento, não é sobre o negócio. É sobre a nossa saúde", disse.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.