Torcedores espanhóis em Liverpool foi um erro, diz prefeito de Madri

Partida da Champions aconteceu no dia em que a OMS declarou coronavírus uma pandemia

São Paulo

Para o prefeito de Madri, José Luiz Martinez-Almeida, a presença de torcedores do Atlético na Inglaterra para a partida contra o Liverpool "foi um erro" que pode ter ajudado a disseminar o coronavírus na capital espanhola.

Cerca de 3.000 torcedores da equipe viajaram para o estádio de Anfield e viram a partida contra o Liverpool, pelas oitavas de final da Champions League, em 11 de março. Os espanhóis venceram por 3 a 2, na prorrogação e obtiveram a vaga.

Torcedores do Atlético de Madri no estádio de Anfield, antes da partida contra o Liverpool
Torcedores do Atlético de Madri no estádio de Anfield, antes da partida contra o Liverpool - Javier Soriano-11.mar.20/AFP

"Não fez nenhum sentido 3.000 torcedores viajarem naquela época. Olhando para o que aconteceu, todos deveriam ser mais precavidos. Foi um erro", disse Martinez- Almeida em entrevista à rádio Onda Cero.

Na mesma data da partida, a Organização Mundial de Saúde declarou o coronavírus uma pandemia. Antes mesmo da afirmação do prefeito, o diretor de saúde pública de Liverpool, Matthew Ashton, já havia opinado que o jogo não deveria ter acontecido.

Não foi o único confronto do torneio que pode ter facilitado a propagação do vírus. Giorgio Gori, prefeito de Bergamo, na Itália, disse que a partida entre Atalanta e Valencia, em Milão, foi uma "bomba biológica". Poucos dias depois, a região da Lombardia, onde estão as duas cidades, se tornou o centro da pandemia no país.

"Não podemos menosprezar o impacto que esta partida teve na propagação do vírus. Eu creio que foi grande pelas circunstâncias. É só você olhar a porcentagem da população que esteve no estádio e no fato de que a província de Bergamo se tornou um dos focos do coronavírus na Itália poucas semanas depois. Se você analisar todo o cenário, não pode ser coincidência”, afirma Walter Riciiardi, presidente do Instituto Nacional de Saúde no país.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.