Ouro de Rafaela Silva no judô é destaque na TV neste sábado

Judoca carioca subiu ao lugar mais alto do pódio na Olimpíada do Rio-2016

São Paulo

Ainda sem esportes ao vivo em razão da pandemia do coronavírus, os canais esportivos exibirão no fim de semana algumas reprises de eventos históricos. Neste sábado (2), destaque para o ouro de Rafaela Silva no judô na Olimpíada do Rio-2016, que o SporTV 2 transmite.

A judoca carioca Rafaela Silva foi campeã olímpica na Rio-2016
A judoca carioca Rafaela Silva foi campeã olímpica na Rio-2016 - Roberto Castro/Brasil 2016

A judoca carioca foi a primeira atleta nos Jogos realizados no Brasil a subir no lugar mais alto do pódio. Recentemente, ela foi flagrada em exame antidoping e perdeu a medalha de ouro que conseguiu no Pan-Americano de 2019, em Lima, no Peru.

A semifinal da Copa do Mundo de 2006 entre França e Portugal e o Super Bowl de 2020 entre San Francisco 49ers e Kasas City Chiefs são os outros destaques das reprises deste sábado.

França vai à final

O SporTV exibe às 18h a vitória da França por 1 a 0 sobre Portugal na semifinal da Copa do Mundo de 2006, disputada na Alemanha.

Zidane cobra o pênalti que coloca a França na final da Copa do Mundo de 2006
Zidane cobra o pênalti que coloca a França na final da Copa do Mundo de 2006 - Pascal Pavani - 05.jul.2006/AFP

Carrasco brasileiro na fase anterior, o atacante Thierry Henry sofreu pênalti que Zinedine Zidane marcou para colocar os franceses na final do Mundial. A equipe portuguesa, comandada por Luiz Felipe Scolari, ficaria com a quarta colocação ao perder para os alemães no duelo pelo terceiro lugar.

Kansas City Chiefs campeão

A ESPN 2 transmite a partir das 22h25 o compacto da conquista do Kansas City Chiefs no Super Bowl deste ano, contra o San Francisco 49ers.

Após estar perdendo por 10 pontos no último quarto, a equipe do quaterback Patrick Mahomes conseguiu a virada e encerrou um jejum de 50 anos sem o título da NFL.

Ouro de Rafaela Silva

O SporTV 2 mostra às 23h20 deste sábado a vitória de Rafaela Silva na final do judô na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

A carioca derrotou na final a mongol Sumiya Dorjsuren, então número um do mundo. Rafaela aplicou um waza-ari pouco depois de um minuto de luta. A marcação do golpe exigiu a consulta ao vídeo por parte dos árbitros, que confirmaram a vitória da judoca brasileira.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.