Bicampeão mundial de snowboard morre fazendo pesca submarina

Alex Pullin, 32, é encontrado morto em praia da Austrália

São Paulo

O australiano Alex Pullin, 32, bicampeão mundial de snowboard, foi encontrado morto nesta quarta-feira (8), em uma praia de seu país. Ele praticava pesca submarina em Queensland, Gold Coast.

De acordo com um porta-voz da equipe de resgate, o atleta foi visto submerso e inconsciente por um mergulhador. O corpo foi levado até a areia de Palm Beach, onde houve tentativas frustradas de reanimação por paramédicos.

Alex Pullin carrega a bandeira da Austrália na abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 - Andrej Isakovic - 7.fev.14/AFP

"Ele não tinha uma máscara de oxigênio. Acreditamos que ele estivesse mergulhando e pescando no recife", disse o policial Chris Tritton, que esteve no local, à emissora Channel 9.

Pullin havia publicado, nos últimos dias, fotos mergulhando e pescando. Era um hábito do atleta de inverno, que praticava também esportes de verão e era visto com frequência surfando.

Campeão mundial de snowboard em 2011 e 2013, ele representou a Austrália nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010, 2014 e 2018. Em Sochi, na Rússia, em 2014, foi o porta-bandeira do país.

A Snow Australia, federação australiana de ski e snowboard, publicou uma nota manifestando "choque e tristeza" pela morte. Atletas e ex-atletas também prestaram suas homenagens a Pullin.

"O mundo vai sentir falta de um homem talentoso, um bicampeão mundial sem ego, sem egoísmo, que era o melhor amigo de todos", disse o ex-patinador de velocidade Steven Bradburry.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.