Exame de Vanderlei Luxemburgo dá positivo para Covid-19

Treinador do Palmeiras, de 68 anos, não tem sintomas e está em quarentena

José Eduardo Martins
São Paulo | UOL

O técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, recebeu resultado positivo para Covid-19 após exame médico realizado na sexta-feira (3) pelo clube. O treinador está assintomático e vai cumprir o período de quarentena nos próximos dias, quando a equipe retoma a sua rotina de treinamentos.

O treinador de 68 anos está em casa, recebendo a assistência do departamento médico do clube e dos familiares. Ainda não há uma previsão de quando ele será liberado para voltar ao trabalho.

O técnico Vanderlei Luxemburgo realiza teste para Covid-19 no CT do Palmeiras
O técnico Vanderlei Luxemburgo realiza teste para Covid-19 no CT do Palmeiras - Cesar Greco - 26.jun.20/Divulgação Palmeiras

"Já estou de quarentena em casa, de castigo, assintomático, não sinto absolutamente nada. Estou acompanhado dos médicos dos Palmeiras, da comissão técnica. Eu testei positivo, mas queria passar tranquilidade, porque eu estou assintomático. Em breve estarei de volta", afirmou Luxemburgo em breve comunicado em vídeo nas suas redes sociais.

Luxemburgo foi submetido a uma cirurgia dia 25 de junho, após crise na vesícula. A operação transcorreu da maneira esperada e ele já tinha até retornado aos treinamentos.

"Todo mundo ligou para ter notícias e queria até agradecer. A recuperação está sendo muito boa, não sinto dor, a não ser quando faço algum movimento que incomoda", disse o técnico em entrevista ao UOL Esporte, logo após a cirurgia.

Segundo o planejamento da CBF, o Campeonato Brasileiro deve iniciar no fim de semana do dia 9 de agosto.

A ideia do Palmeiras e dos demais clubes do estado de São Paulo é que as competições só voltem a ser disputadas em agosto —30 dias após o início dos treinamentos. Para não ter um conflito de datas entre o Estadual e o Nacional, as equipes paulistas pedem que o Brasileiro tenha a sua primeira rodada na segunda quinzena de agosto.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.