Descrição de chapéu

Transmissão de jogo na FlaTV mimetiza Globo, mas tem inovações

Presidente Landim, alvo da torcida neste domingo (5), foi poupado pelo canal oficial

São Paulo

O que prometia ser a primeira transmissão com cobrança da FlaTV, o canal digital do Flamengo, comercializada via plataforma de streaming MyCujoo, foi precedida por horas de desespero para a maior torcida do país.

Em rebelião online por não conseguir pagar, flamenguistas subiram a hashtag "vergonha" e atacaram a diretoria, até o jogo começar. A revolta tomou o próprio chat do perfil do clube no Youtube.

Quando começou, sobreveio então a revolta dos que pagaram e descobriram que o jogo não seria mais cobrado. Mas esta foi menor, porque o que interessava era mesmo o Flamengo em campo.

E o que se acompanhou por duas horas, por meio de YouTube, Facebook, Twitter e no próprio aplicativo MyCujoo, não foi muito diverso do que se via e ouvia antes nas transmissões do clube pela televisão.

Na edição das imagens tomadas por uma dezena de câmeras, nos "replays", nos "melhores momentos", nos comerciais da Ambev e até no comentarista Raul Plassmann, a FlaTV mimetiza a Globo. "Peça sua Brahma gelada", ouve-se no canal.

Narração e comentários, sobretudo aqueles de Alexandre Tavares, o outro analista, voz conhecida da Rádio Globo como representante flamenguista, não escondem sua torcida. Mas já não escondiam muito na Globo.

A maior diferença ou inovação é o jovem locutor Emerson Santos, 23, também com passagem em rádio, mas sobretudo na narração de e-sports, no caso, o Pro Clubs do Fifa 20.

Ele preenche a transmissão sem deslize e também sem vícios aparentes, tão comuns nos locutores de TV e rádio. Não se emociona à toa, não se exaspera em gol perdido, não culpa jogador.

Soa mais moderno e honesto, sem perder o engajamento e se desdobrando ainda na função de âncora, com eficiência, antes e depois da transmissão.

O que nem ele nem Plassmann nem a repórter de campo Luana Trindade fazem é criticar a FlaTV ou o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, alvo preferencial dos torcedores neste domingo (5).

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Volta Redonda, que classificou o Flamengo para a final da Taça Rio contra o Fluminense, a repórter entrou ao vivo com Landim, quando ele tentou então se explicar falando que foi "mais um teste", que o pagamento acabou "criando um gargalo, na hora do jogo".

Mas insistiu que a própria demanda não atendida mostrou que "a estratégia não estava errada". Ou seja, o desespero da torcida do Flamengo, antes das transmissões, deve prosseguir.

Jogadores do Flamengo comemoram gol durante partida contra o Volta Redonda
Jogadores do Flamengo comemoram gol durante partida contra o Volta Redonda - Alexandre Vidal/Divulgação Flamengo
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.