Descrição de chapéu
Campeonato Brasileiro 2020

PVC analisa expectativas para os 20 times da Série A do Brasileiro

Torneio começa neste sábado com favoritismo do Flamengo, mas muitas outras dúvidas

Paulo Vinicius Coelho
Rio de Janeiro

O mais imprevisível Campeonato Brasileiro seria o mais previsível se o Flamengo tivesse mantido Jorge Jesus. Não manteve.

Com jogos a cada três dias até fevereiro, todos vão sofrer e ter de se montar durante a competição, que pode ser sem público em uma parte e com o público em outra. Não é desculpa para ficar em cima do muro. Daí as análises abaixo:

ATHLETICO

Dorival Júnior luta para montar um time depois de perder cinco titulares do título da Copa do Brasil. Mesmo assim, tem sido competitivo e briga por Libertadores.

ATLÉTICO-GO

Vágner Mancini assumiu a equipe, que está parada porque o Campeonato Goiano não retornou. É difícil prever outra coisa a não ser briga contra o rebaixamento.

ATLÉTICO-MG

Alexandre Mattos contratou sete jogadores do estilo que Sampaoli deseja. A questão é ter bom ambiente e salário em dia. Se tiver, briga pelo troféu.

BAHIA

Roger Machado é um caso raro de técnico há mais de um ano no cargo. O plano é ciscar perto do sexto lugar, para tentar chegar à Libertadores. Pode conseguir.

BOTAFOGO

Paulo Autuori conseguiu estabilidade no meio de campo, mas falta agressividade. Se não corrigir isso, correrá o risco de brigar contra o rebaixamento.

CEARÁ

Escapou apenas uma posição acima do descenso no ano passado, mas tem estrutura e força. Guto Ferreira é bom técnico e a tendência é brigar por Sul-Americana.

CORINTHIANS

A realidade é tentar Libertadores. Até agora não alcançou seu estilo ofensivo desejado e fica no meio do caminho entre Carille e Tiago Nunes.

CORITIBA

Eduardo Barroca é um técnico que preza a posse de bola, muitas vezes porque com a bola não sofre gol. No ano do retorno do Brasileiro, briga é para não cair.

Jogadores do Flamengo erguem troféu de campeão do Brasileiro de 2019
Jogadores do Flamengo erguem troféu de campeão do Brasileiro de 2019 - Sergio Moraes - 27.nov.19/Reuters

FLAMENGO

É o maior candidato ao título, mas a mudança de técnico deixa um ponto de interrogação. A ideia é manter o estilo, embora a saída de Jorge Jesus cause dúvidas.

FLUMINENSE

Odair Hellmann fez seu time brigar com o Flamengo nas finais, mas perdeu dois e empatou um jogo. Pela força defensiva, pode ficar no bloco do meio.

FORTALEZA

Rogério Ceni é um dos técnicos da Série A há mais tempo no cargo. Time bom para pontos corridos e para brigar por Copa Sul-Americana.

GOIÁS

Ney Franco se mantém no cargo, perdeu Michael para o Flamengo, mas mantém a estrutura tática. A dificuldade é a paralisação mais longa do país. Briga por Sul-Americana.

GRÊMIO

Renato Gaúcho não terá como privilegiar a Libertadores no início da campanha, e isso pode ajudar a deslanchar no início. Nesse caso, vai brigar para ser campeão brasileiro.

INTERNACIONAL

Eduardo Coudet é dos técnicos mais modernos da América do Sul, quer o ataque e montou seu time para pressionar os adversários. Pode ser campeão brasileiro.

PALMEIRAS

Perdeu força sem Dudu e dependerá de Vanderlei Luxemburgo estar disposto a ganhar seu sexto título, para se isolar como recordista. É candidato ao título.

Jogadores comemoram, um deles com a bola debaixo da camiseta
Red Bull Bragantino derrotou São Paulo no retorno do Paulista, mas foi eliminado pelo Corinthians - Divulgação - 23.jul.20/RB Bragantino

RED BULL BRAGANTINO

Tem estrutura, talento e planejamento. Não é pouca coisa, mesmo para um time que volta à Série A depois de 22 anos. Pode brigar por Libertadores.

SANTOS

Pela desconfiança da diretoria e ambiente instável no vestiário, Jesualdo não conseguiu fortalecer a equipe e caiu. Parece time para meio de tabela.

SÃO PAULO

Mescla juventude e experiência e Fernando Diniz viu seu time oscilar boas e más atuações. Pela vocação ofensiva, tem de pensar em disputar o troféu.

SPORT

Tem o menor orçamento, bem abaixo do segundo menor. Essa informação se junta ao fato de que brigou para não cair em Pernambuco. Então, luta contra o descenso.

VASCO

A esperança é Ramon Menezes fazer um time de garotos que sejam protagonistas. Exemplo: Talles Magno. Fora uma surpresa, briga no meio da tabela.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.