Com técnicos em apuros e desfalcados, São Paulo e Flamengo jogam na Libertadores

Equipe rubro-negra têm 7 atletas com coronavírus, já o time tricolor não terá Luciano

São Paulo

Desfalcados, com treinadores ameaçados em seus cargos e problemas extracampo com jogadores, São Paulo e Flamengo jogam pela Copa Libertadores nesta terça (22).

A equipe carioca, que estava na capital Quito, viajou a Guayaquil para enfrentar o Barcelona (EQU), às 19h15, com transmissão do Fox Sports, ainda com o trauma da goleada por 5 a 0 sofrida na semana passada diante do Independiente del Valle (EQU). Resultado que colocou em risco o trabalho do espanhol Domènec Torrent.

O Flamengo não poderá contar com sete jogadores infectados pela Covid-19: Diego Ribas, Isla, Bruno Henrique, Michael, Filipe Luís, Matheuzinho e Vitinho.

Não bastasse isso, o atacante Gabriel está com lesão na coxa e será desfalque, assim como o zagueiro Gustavo Henrique, suspenso.

A pressão também existe sobre Fernando Diniz no São Paulo, mas não é nova. Desde o ano passado ele sofre críticas por causa dos resultados e do futebol mostrado pelo São Paulo. O elenco está em Quito para enfrentar a LDU às 21h30. A partida será exibida em pay-per-view pela Conmebol TV.

Diniz voltou a ser questionado depois do empate com o River Plate (ARG), no Morumbi, na última quinta (17). Confronto em que o time foi dominado pelo rival que entrava em campo depois de seis meses de inatividade. No placar de 2 a 2, os dois gols do São Paulo foram anotados por jogadores do River, contra.

Nome mais importante do elenco, Daniel Alves postou vídeo em que aparece numa festa tocando tantã (instrumento de batuque) com a mão direita, mesmo lado em que sofreu lesão no antebraço em jogo contra o Athletico, pelo Campeonato Brasileiro, no último dia 26. Ele passou por cirurgia no local e é desfalque desde então.

O meia aparece sem máscara e próximo a outras pessoas que também tocam instrumentos. A postagem foi feita no domingo (20), mesmo dia em que a delegação do São Paulo embarcou para o Equador.

Diniz terá também como desfalques o atacante Luciano (suspenso) e o lateral Juanfran, liberado para viajar à Espanha por causa da morte de um familiar.

Jonas Toró, do São Paulo, disputa a bola com Enzo Perez, do River Plate
Jonas Toró, do São Paulo, disputa a bola com Enzo Perez, do River Plate - Andre Penner-17.set.20/Reuters

Na tabela, a situação do São Paulo é mais delicada que a do Flamengo. O time paulista ocupa a terceira colocação do Grupo D, com quatro pontos após três rodadas. É a mesma pontuação do River Plate, que leva vantagem no saldo de gols (5 a 2). A LDU tem seis e ocupa a liderança.

A preocupação são-paulina existe porque as duas próximas partidas pelo torneio serão fora de casa e contra os principais adversários da chave. Depois da LDU, o time terá o River Plate em Buenos Aires. Na última rodada, receberá o lanterna Binacional (PER).

O Flamengo é vice-líder do Grupo A, com seis pontos, mas tem três de vantagem para o terceiro colocado Junior Barranquilla (COL). Classificam-se os dois primeiros de cada chave. Além disso, nas três rodadas finais, a equipe terá dois confrontos em casa, diante dos colombianos e do líder Independiente Del Valle.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.