Diego Schwartzman surpreende e impõe rara derrota a Nadal no saibro

Tenista argentino havia perdido os 9 duelos que fizera contra o espanhol até então

São Paulo

O tenista argentino Diego Schwartzman, 28, derrotou o favorito espanhol Rafael Nadal, 34, nas quartas de final do Masters 1.000, em Roma, em dois sets (6-2 e 7-5), neste sábado (17). O resultado surpreendente acontece oito dias antes do início de Roland Garros, em que Nadal buscará seu 13º troféu.

O espanhol, que havia desistido dos torneios nos Estados Unidos (Cincinnati e US Open), voltou às competições em Roma, no saibro (seu piso favorito) depois de mais de seis meses de interrupção forçada devido à pandemia do coronavírus. Ele foi eliminado de um torneio que conquistou nove vezes e do qual era o detentor do título.

Pela primeira vez na retomada, Nadal encontrou um adversário à sua altura em Schwartzman, oitavo cabeça de chave, um jogador que não está tão acostumado a brilhar em grandes torneios e que até agora havia perdido nove vezes em nove partidas contra o espanhol (e vencido apenas 2 dos 24 sets disputados).

Diego Schwartzman toca a raquete de Nadal como cumprimento após derrotá-lo
Diego Schwartzman toca a raquete de Nadal como cumprimento após derrotá-lo - Riccardo Antimiani/AFP

O argentino, 15º colocado do ranking mundial, é apelidado de "El Peque" por sua baixa estatura (oficialmente 1,70 m) para os padrões do esporte. Suas melhores campanhas em torneios do Grand Slam são quartas de final em Roland Garros e US Open (duas vezes).

Ele tem três títulos profissionais no currículo e alcançou como melhor posição no ranking a 11ª.

Neste sábado, duas quebras no primeiro set que levaram a um 6/2 deixaram Nadal sem rumo. O espanhol buscou reagir, mas o argentino respondeu no mesmo nível e soube se impor também no segundo set.

"Foi uma loucura. O tênis é uma loucura. Nosso desempenho é sempre louco. As últimas três semanas foram muito ruins para mim", disse o argentino na quadra após sua vitória. "Não estava pensando em vencê-lo realmente porque não estava jogando bem [ultimamente]. Mas hoje fiz o meu melhor e estou muito feliz."

"Aproveitei todas as oportunidades que ele [Nadal] me deu", completou.

Nadal tem um aproveitamento de quase 92% de vitórias nos jogos disputados sobre o saibro (considerando todas as superfícies o índice é de 83%) e já venceu 59 torneios nesse piso (85 ao todo).

Nas semifinais deste domingo, Schwartman enfrentará o canadense Denis Shapovalov, 21, cabeça de chave número 12.

Na outra, o número 1 do mundo Novak Djokovic enfrentará outra surpresa, o jovem norueguês Casper Ruud, 21 anos e 34º colocado no ranking.

Com AFP

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.