Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2020

Invicto no Brasileiro, Palmeiras sofre com excesso de empates no ano

Equipe, que empatou 56% de seus jogos no Nacional, enfrenta o Grêmio no Sul

São Paulo

Arrancar um empate do Grêmio em Porto Alegre costuma ser motivo de celebração, mas uma igualdade no placar dificilmente será efusivamente comemorada pelo Palmeiras neste domingo (20).

É incomodada com a recorrência desse tipo de resultado que a equipe alviverde atuará na Arena do Grêmio, às 16h, em jogo com transmissão da TV Globo.

O time de Vanderlei Luxemburgo é o único invicto do Campeonato Brasileiro e só não está na primeira posição justamente por ter empatado demais, cinco vezes em nove jogos. Na maior parte dos casos, a sensação ao apito final foi de desperdício de dois pontos na tabela, não de conquista de um.

Apenas em um de seus empates o Palmeiras foi a equipe que buscou igualar o placar –diante do Internacional, no Allianz Parque, reagindo depois de levar um gol já nos acréscimos do segundo tempo.

Nos outros quatro, esteve à frente e permitiu que Fluminense, Goiás, Bahia e Sport se recuperassem.

O técnico Vanderlei Luxemburgo quer mudar uma realidade que incomoda: o Palmeiras tem mais empates do que vitórias no Campeonato Brasileiro - Cesar Greco/Ag. Palmeiras

A situação do último final de semana foi particularmente irritante para os torcedores. Tivesse batido o Sport, a formação alviverde teria chegado aos 19 pontos, apenas um atrás do Inter e com uma partida a menos. Mas, em vantagem de 2 a 1 e com um jogador a mais em parte do confronto, os donos da casa vacilaram, também tiveram um atleta expulso e desperdiçaram a chance de vencer.

“É óbvio que existe um respeito com o Sport, mas são pontos como esses que vão fazer falta para a gente lá na frente”, observou o atacante Willian. “Temos que nos manter atentos quando estamos em vantagem. Não só na marcação, para não tomar gol bobo, mas também no ataque. Eu mesmo perdi oportunidades que não posso perder.”

Os empates têm sido recorrentes desde o começo da temporada. Eles foram registrados em 11 dos 28 confrontos por competições oficias realizados pelo Palmeiras em 2020, o que significa 39%. No Brasileiro, a equipe empatou 55,6% de suas partidas, marca que Luxemburgo espera começar a mudar neste final de semana.

Se os empates por um lado são um empecilho para o clube em 2020, por outro a equipe conquistou 15 vitórias e perdeu apenas dois jogos no ano, para Red Bull Bragantino e Corinthians, ambos em confrontos válidos pelo Campeonato Paulista.

O problema é que o adversário da vez, o Grêmio, hoje na parte de baixo da tabela, também tem empatado demais. Os comandados de Renato Gaúcho obtiveram esse placar seis vezes até aqui no Nacional, ainda mais do que o clube paulista.

O Palmeiras, no entanto, vem de vitória. A equipe alviverde ainda não tropeçou na Libertadores. O time tem uma campanha 100%, que teve sequência na última quarta (16).

Encerrando jejum de times brasileiros na altitude de La Paz (3.600 metros) contra o Bolívar, o Palmeiras triunfou por 2 a 1 e ganhou moral para retomar a disputa pela liderança do Brasileiro.

Pelo cansaço do duelo nas alturas, é possível que a escalação tenha alterações para o confronto no Rio Grande do Sul. O zagueiro Felipe Melo, recuperado de lesão muscular na coxa esquerda, é candidato a retornar.

O atleta é desfalque da equipe desde o título paulista sobre o Corinthians, no dia 8 de agosto, quando atuou no sacrifício em razão da contusão.

Confira todos os empates do Palmeiras em 2020

Paulista
26/1 - Palmeiras 0 x 0 São Paulo
2/2 - Santos 0 x 0 Palmeiras
7/3 - Palmeiras 1 x 1 Ferroviária - levou empate
14/3 - Inter de Limeira 0 x 0 Palmeiras
5/8 - Corinthians 0 x 0 Palmeiras
8/8 - Palmeiras (4) 1 x 1 (3) Corinthians - levou empate

Brasileiro
12/8 - Fluminense 1 x 1 Palmeiras - levou empate
15/8 - Palmeiras 1 x 1 Goiás - levou empate
29/8 - Bahia 1 x 1 Palmeiras - levou empate
2/9 - Palmeiras 1 x 1 Internacional - buscou empate
13/9 - Palmeiras 2 x 2 Sport - levou empate​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.