Tite convoca Gabriel Menino para início da seleção nas eliminatórias

Atleta de 19 anos do Palmeiras é chamado para jogos contra Bolívia e Peru

São Paulo

O técnico Tite convocou nesta sexta-feira (18) os jogadores da seleção brasileira para o início das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. Foi a segunda vez que ele precisou fazer esse chamado, já que a primeira lista foi descartada com a paralisação do futebol pela pandemia do novo coronavírus.

A nova relação tem 16 dos nomes que estavam no rol divulgado em março e sete que não estavam inicialmente nos planos para os dois primeiros jogos da campanha. Entre as novidades está o jovem Gabriel Menino, de 19 anos, meio-campista do Palmeiras que foi incluído na relação como lateral direito –função que ele também já exerceu no clube.

Gabriel Menino é a principal novidade da seleção - David Mercado - 16.set./AFP

"Ele vem sendo utilizado também como lateral, tem formação na base como lateral. Acompanhamos quatro jogos in loco e oito pela TV. É um novo talento que surgiu, junto com outros, em uma posição importante que temos", afirmou Tite.

"A função ofensiva dele vai ser de articulação, similar à que ele exerce no Palmeiras. É um lateral meio-campista, podendo jogar também mais aberto, dando amplitude, se for necessário. Ele tem know-how da posição", acrescentou o gaúcho.

O Brasil começará sua caminhada rumo ao Mundial do Qatar em São Paulo, na Neo Química Arena, em duelo com a Bolívia, no dia 9 de outubro. Na sequência, no dia 13, a equipe vai enfrentar o Peru, em Lima. As partidas, como tem sido praxe, serão realizadas sem público.

Para esses confrontos, Tite vai novamente apostar em alguns atletas que já eram pilares do time nacional, como Thiago Silva, agora jogador do Chelsea, e Neymar, do Paris Saint-Germain. E também terá no elenco jovens em busca de espaço, caso do volante Douglas Luiz, do Aston Villa, e do atacante Rodrygo, do Real Madrid.

Algumas das mudanças em relação à lista original são decorrentes de questões físicas. O goleiro Alisson, que não teria condições de atuar em março, voltou a ser chamado. Já o lateral direito Daniel Alves, que está em recuperação de uma cirurgia no braço direito, desta vez acabou ficando fora.

O treinador lembrou que alguns jogadores passaram muito tempo parados, como os meio-campistas Arthur e Lucas Paquetá, que eram figuras constantes na seleção e ficaram fora. O beque Militão e o lateral Alex Sandro tiveram lesões nesta semana.

“Nessa retomada do futebol no meio da pandemia, aspectos clínicos, físicos e principalmente técnicos foram levados muito em consideração”, afirmou Tite.

Nos ajustes técnicos, dois jogadores do Flamengo perderam espaço e um ganhou. O zagueiro Rodrigo Caio está novamente no grupo. Já Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, que estavam na primeira relação, ficaram fora. O meia Éverton Ribeiro foi novamente prestigiado pelo comandante.

Além de Gabriel Menino, Rodrigo Caio e de Éverton Ribeiro, foram lembrados outros dois atletas que atuam no futebol brasileiro: os goleiros Weverton, do Palmeiras, e Santos, do Athletico. Eles desfalcarão suas equipes na 14ª, na 15ª e, possivelmente, na 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desta vez, a lista apresentada tem 23 nomes, não 24. Isso porque agora Tite poderá utilizar Gabriel Jesus nas duas partidas que abrirão a campanha do Brasil nas eliminatórias, não apenas na primeira. O treinador, então, não viu a necessidade de levar um atacante extra.

Prescreveu a punição que havia sido imposta ao atacante. Ele teria que cumprir suspensão de um jogo por sua expulsão na final da Copa América de 2019, porém agora está liberado para enfrentar Bolívia e Peru.

Jesus é um dos remanescentes do grupo que esteve na Copa do Mundo de 2018, mas já há uma renovação considerável no caminho para 2022. Dos 23 que estiveram na Rússia, apenas nove foram chamados para o início da campanha nas eliminatórias para a disputa no Qatar.

Esse começo só foi confirmado pela Conmebol e pela Fifa na última quinta (17), quando o último entrave foi superado. Os atletas sul-americanos que atuam na Europa não terão de passar por uma quarentena no retorno aos países em que jogam.

Se esse período fosse obrigatório, ficaria muito complicada a logística das viagens. E os clubes europeus, que já não gostam de liberar seus jogadores, colocariam novos obstáculos na cessão deles.

Veja a lista dos jogadores convocados:

Goleiros
Alisson (Liverpool)
Weverton (Palmeiras)
Santos (Athletico)

Laterais
Danilo (Juventus)
Gabriel Menino (Palmeiras)
Alex Telles (Porto)
Renan Lodi (Atlético de Madrid)

Zagueiros
Marquinhos (Paris Saint-Germain)
Thiago Silva (Chelsea)
Felipe (Atlético de Madrid)
Rodrigo Caio (Flamengo)

Volantes
Casemiro (Real Madrid)
Bruno Guimarães (Lyon)
Fabinho (Liverpool)
Douglas Luiz (Aston Villa)

Meias
Philippe Coutinho (Barcelona)
Éverton Ribeiro (Flamengo)

Atacantes
Neymar (PSG)
Roberto Firmino (Liverpool)
Gabriel Jesus (Manchester City)
Everton (Benfica)
Richarlison (Everton)
Rodrygo (Real Madrid)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.