Descrição de chapéu Futebol Internacional

Barcelona e Real Madrid fazem clássico atípico pelo Espanhol

Sem público no Camp Nou, times se enfrentam sob muitos questionamentos

São Paulo

Barcelona e Real Madrid viverão um capítulo atípico da história do maior clássico da Espanha neste sábado (24), às 11h (de Brasília). A ESPN Brasil transmite o duelo pela sétima rodada do Campeonato Espanhol.

A imagem de grandeza do jogo parece distante não só porque o Camp Nou não poderá receber público para o duelo, mas também porque as duas equipes precisam se provar num momento em que vivem sob uma série de questionamentos.

O Real Madrid, que perdeu a liderança da competição no último fim de semana após derrota por 1 a 0 em casa para o Cádiz, chega cheio de dúvidas para a partida.

O revés na quarta-feira (21), novamente em seu estádio, para o Shakhtar Donetsk, por 3 a 2 na rodada de estreia da fase de grupos da Champions League, só serviu para aprofundá-las às portas do primeiro clássico da temporada.

"Amanhã [sábado] é uma etapa importante para mudar a nossa imagem", disse o treinador Zinedine Zidane nesta sexta-feira (23), insistindo que "o bom do futebol é que se pode mudar a situação".

Uma terceira derrota consecutiva, ainda mais imposta pelo grande rival, poderia inclusive ameaçar a posição de Zidane no cargo.

Depois de terminarem bem a última temporada, vencendo 10 das 11 partidas após a paralisação pela pandemia para levar o título da liga, o clube merengue começou a atual de forma diferente.

A solidez defensiva que os sustentava na última parte da temporada enfraqueceu, e seu desempenho ofensivo também diminuiu com Karim Benzema, que marcou apenas um gol em cinco jogos.

A boa notícia para o time da capital é que o capitão Sergio Ramos estará de volta, recuperado de uma lesão no joelho.

O Barcelona, apesar da derrota no último fim de semana para o Getafe e dos problemas políticos e institucionais, vive um começo de temporada promissor em campo após meses marcados por profunda crise. Teve três vitórias com goleadas e um empate, além da derrota na última rodada, em cinco jogos.

“Não espero um Real Madrid vulnerável, espero o contrário”, disse nesta sexta-feira o técnico Ronald Koeman.

O holandês tem a missão de recuperar uma equipe que terminou a última temporada com a goleada sofrida por 8 a 2 para o Bayern de Munique, na Champions League 2019/2020, e quase perdeu seu principal jogador, o argentino Lionel Messi.

Sem Luis Suárez, no Atlético de Madrid após Koeman dispensar seus serviços, o argentino vem conseguindo uma parceria de sucesso com a revelação Ansu Fati, 17, embora ele mesmo ainda não tenha engrenado.

Maior goleador do clássico, com 26 gols em 42 jogos contra o Real Madrid, Messi marcou dois gols em cinco jogos oficiais nesta temporada, ambos de pênalti. Por outro lado, contribuiu com três assistências.

Messi comemora seu gol de pênalti contra o Ferencvárosi, da Hungria, pela Champions League
Messi comemora seu gol de pênalti contra o Ferencvárosi, da Hungria, pela Champions League - Lluis Gene/AFP

A dúvida no ataque do Barcelona é se Koeman optará por Antoine Griezmann ou se vai apostar novamente no português Francisco Trincão.

O treinador holandês também está confiante em poder contar com Jordi Alba, após superar uma lesão muscular.

Uma vitória neste sábado também motivaria o Barcelona pouco antes de visitar a Juventus na Champions League, na quarta-feira (28).

Com AFP

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.