Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2020

Corinthians e Santos empatam clássico truncado pelo Brasileiro

Time comandado por Coelho não conseguiu se afastar muito da zona de rebaixamento

São Paulo

Enfrentando um Santos desfigurado por convocações, suspensões e lesões, o Corinthians voltou a marcar após uma sequência de três jogos sem gols, mas só empatou em 1 a 1 com o time da Vila Belmiro, nesta quarta-feira (7), na Neo Química Arena.

O resultado foi ruim para as duas equipes, principalmente para o time do técnico Coelho, que não conseguiu se distanciar muito da zona de rebaixamento. Já o clube da Baixada Santista segue sem vencer clássicos na temporada.

Agora, o Corinthians soma 15 pontos e ao menos nesta rodada não corre risco de terminar em uma das quatro últimas posições da tabela.

Danilo Avelar disputa a bola com o goleiro João Paulo e consegue empurrar a bola para o fundo da rede
Danilo Avelar disputa a bola com o goleiro João Paulo e consegue empurrar a bola para o fundo da rede - Amanda Perobelli/Reuters

Os santistas poderiam alcançar até a vice-liderança com uma vitória e combinação de resultados, mas com a igualdade no placar chegaram somente aos 21 pontos.

Apesar dos desfalques de Marinho (artilheiro do time com oito gols), Soteldo, Alison, Lucas Veríssimo, Arthur Gomes e até mesmo o técnico Cuca, suspenso pelo terceiro amarelo, o Santos começou melhor a partida, pressionando o Corinthians em sua casa.

Desorganizado, o time comandado pelo técnico Coelho tinha dificuldade para ficar com a bola e cometia erros em todos os setores.

Aos 10 minutos, a pressão santista surtiu efeito. Jean Mota cruzou para Madson, que finalizou para o fundo da rede.

Se conseguisse manter o ímpeto inicial, o Santos poderia ter saído de campo com uma goleada histórica sobre os rivais —foram ao menos quatro chances claras de gol para o time da Baixada Santista— e conquistado sua primeira vitória em clássicos nesta temporada —eram três derrotas e dois empates até esta quarta.

No entanto, a equipe da Vila Belmiro, que ao longo das últimas semanas enfrentou uma sequência de viagens desgastante devido à disputa da Libertadores, diminuiu o ritmo, viu o Corinthians crescer na partida e chegar ao empate.

Aos 45 minutos, após lançamento na área, Gil desviou de cabeça, Danilo Avelar dividiu com o goleiro João Paulo no alto e marcou paras os donos da casa. Os santistas reclamaram de falta no goleiro, mas o árbitro manteve o gol.

O gol do camisa 35 encerrou jejum de gols do Corinthians. O último gol havia sido na vitória sobre o Bahia, por 3 a 2. O time passou em branco nos empates com o Atlético-GO e Red Bull Bragantino, e na derrota para o Sport, por 1 a 0.

Para o segundo tempo, Coelho fez três mudanças. Trocou Jô, Luan e Léo Natel por Boselli, Cazares e Gustavo. Esse último, apelidado de Mosquito, foi quem entrou melhor. Com dribles e tentativas de tabela com os colegas de equipe, deu trabalho para a defesa santista.

Com as trocas, o Corinthians melhorou no segundo tempo e chegou a pressionar o Santos no fim do jogo, mas não conseguiu aproveitar o cansaço do rival para marcar o gol da virada e sair com a vitória.

O resultado acabou sendo uma prova de superação para o desfalcado Santos.

O Corinthians, por sua vez, jogou sem Cantillo e Otero, convocados, respectivamente, pela Colômbia e pela Venezuela para o início das Eliminatórias.

Na próxima rodada, o Corinthians vai enfrentar o Ceará, fora de casa, no domingo (11), enquanto o Santos receberá o Grêmio, no mesmo dia, na Vila Belmiro.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.