Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2020

Corinthians empata e perde chance de se afastar da zona de rebaixamento

Em Bragança, equipe alvinegra fica na igualdade sem gols com o Red Bull Bragantino

São Paulo

O Corinthians alcançou neste sábado (3) uma incômoda marca. Com o empate sem gols diante do Red Bull Bragantino, em Bragança, o time dirigido por Coelho chegou a 299 minutos sem conseguir balançar as redes adversárias.

Desde o confronto com o Bahia, pela 11ª rodada, quando venceu por 3 a 2 e marcou o seu último gol aos 16 minutos do segundo tempo, já são três partidas seguidas sem balançar as redes, com uma derrota para o Sport (1 a 0) e dois empates sem gols, contra Atlético-GO e, agora, o Bragantino.

Esses resultados aproximaram a equipe comandada por Coelho da zona de rebaixamento da tabela do Nacional. Com o ponto somado neste sábado, o time acumula apenas 14 após 13 jogos disputados. Está, neste momento, na 13ª posição, dois pontos à frente do primeiro time do Z-4, justamente o Bragantino, que soma 12.

Lateral esquerdo Lucas Piton, do Corinthians, em disputa de bola com o atacante, Arthur, do Bragantino.
Lateral esquerdo Lucas Piton, do Corinthians, em disputa de bola com o atacante, Arthur, do Bragantino. - Rodrigo coca /Ag. Corinthians

Até o fim deste rodada, pelo menos, o time não tem chance de entrar na zona de rebaixamento. Porém, na próxima quarta-feira (7), na Neo Química Arena, em Itaquera, vai encarar o Santos correndo esse risco.

Mais do que a posição na tabela, as atuações do Corinthians são o que mais preocupam o torcedor do time alvinegro. Assim como nos últimos jogos, a equipe foi praticamente inoperante no ataque neste sábado. No primeiro tempo, Cássio teve trabalho em algumas finalizações do Bragantino, enquanto Júlio César nem sequer foi acionado.

Além de ter menos posse de bola, quando tinha a chance de começar um jogada, o time corintiano mal conseguia construí-la a partir da defesa, insistindo em trocas de passes entre os zagueiros, sem achar espaço para avançar.

Pressionado no cargo, Coelho demorou para tentar mudar o jeito de o Corinthians jogar. Mesmo com a fraca atuação nos primeiros 45 minutos, o treinador não fez nenhuma mudança depois do intervalo e insistiu em jogadores como Gabriel, Cantillo e Luan, praticamente apagados em campo.

Enquanto isso, a exemplo da pressão que conseguiu fazer em boa parte do primeiro tempo, a equipe de Bragança voltou a rondar a área corintiana e criou, pelo menos, cinco chances claras de abrir o placar.

A primeira mudança alvinegra só ocorreu aos 20 minutos, quando Luan e Jô deixaram o campo e foram substituídos por Cazares e Boselli. Nenhuma das alterações, porém, mudou o panorama do jogo, que seguiu com seu placar sem mudanças até o fim.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.