Coutinho é cortado da seleção, e Tite convoca Paquetá para Eliminatórias

Fabinho, do Liverpool, pode ser nova baixa, e Klopp ironiza técnico do Brasil

São Paulo

Philippe Coutinho, do Barcelona, foi cortado nesta terça-feira (27) da seleção brasileira, que enfrentará a Venezuela e o Uruguai pelas Eliminatórias, nos dias 13 e 17 de novembro, respectivamente. Para sua vaga, Tite convocou Paquetá, do Lyon (FRA).

O meia sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda no último sábado (24), na derrota da equipe catalã, por 3 a 1, para o rival Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol.

Seu substituto, o ex-Flamengo e Milan Paquetá, estava convocado para a seleção olímpica, do técnico André Jardine, que fará amistosos contra Arábia Saudita e Egito, mas agora se apresentará ao time principal.

Coutinho, do Barcelona, finaliza a gol no clássico do último sábado (24) contra o Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol
Coutinho, do Barcelona, finaliza a gol no clássico do último sábado (24) contra o Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol - Albert Gea/Reuters

Tite ainda pode ter a confirmação de uma nova baixa nas próximas horas. O volante Fabinho saiu machucado da partida entre Liverpool e Midtjylland, nesta terça, pela Champions League, e ainda será avaliado pelos médicos do time inglês.

Após o jogo pela competição europeia, o Esporte Interativo questionou o treinador alemão dos Reds, Jürgen Klopp, se o atleta poderia desfalcar o Brasil.

Fabinho é amparado por Klopp após se machucar e ser substituído na partida entre Liverpool e Midtjylland, nesta terça, pela Champions League
Fabinho é amparado por Klopp após se machucar e ser substituído na partida entre Liverpool e Midtjylland, nesta terça, pela Champions League - Phil Noble/Reuters

“Não sei se o Tite está tão preocupado, porque ele nunca o coloca para jogar. Então, provavelmente ele só não vai ficar sentado no banco nos próximos três jogos da seleção”, ironizou o técnico.

O Brasil venceu seus dois primeiros compromissos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, contra a Bolívia e o Peru, e lidera a competição com o mesmos 6 pontos da Argentina, mas com melhor saldo de gols (7 a 2).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.