Thiago Monteiro vence 2ª em Roland Garros e encerra jejum brasileiro

Bellucci havia sido o último na 3ª rodada da chave de simples de um Grand Slam

São Paulo

O tenista brasileiro Thiago Monteiro, 26, venceu nesta quinta-feira (1º) seu jogo na segunda rodada de Roland Garros, diante do americano Marcos Giron, por 3 sets a 0 (7/6, 6/4 e 6/1).

Ao avançar à terceira rodada, o cearense garante a sua melhor campanha em torneios do Grand Slam (os quatro principais do tênis). Até então, seus melhores resultados eram a participação na segunda rodada em Roland Garros e Wimbledon, ambas em 2017.

Thiago Monteiro, de camiseta azul, cerra o punho e vibra
Thiago Monteiro vibra com ponto conquistado sobre Giron em Roland Garros - Thomas Samson/AFP

Desde 2015, um tenista brasileiro não avançava a essa etapa de um Slam na chave de simples. Thomas Bellucci havia sido o último a conseguir isso, no US Open daquele ano. O melhor desempenho do paulista em Paris foi obtido em 2010, quando chegou às oitavas de final e perdeu para Rafael Nadal.

"Roland Garros é um Grand Slam muito especial, ainda mais pela história que o Brasil tem aqui, com os títulos do Guga e do Marcelo Melo. Estou muito feliz em chegar numa terceira rodada de Grand Slam pela primeira vez. Sinto que estou jogando muito bem e que posso ir ainda mais longe", afirmou Monteiro.

Se na primeira rodada o cearense, 84º colocado do ranking, eliminou o cabeça de chave 31 Nikoloz Basilashvili (também sem perder sets), desta vez confirmou o favoritismo que tinha sobre o americano, 96º do ranking, no saibro de Roland Garros.

Na terceira rodada, prevista para o sábado (3), ele enfrentará o húngaro Marton Fucsovics (63º), que assim como o brasileiro também tirou um cabeça de chave da disputa logo na estreia. No seu caso, o quarto favorito da chave, o russo Daniil Medvedev.

Na segunda rodada, Fucsovics eliminou o espanhol Alberto Ramos Viñolas (44º), por 3 sets a 0. O melhor resultado do húngaro em Slams ocorreu no Australian Open deste ano, quando chegou às oitavas de final. A campanha de 2020 já é a sua melhor em Paris.

Também nesta quarta, a dupla da brasileira Luisa Stefani, 23, com a americana Hayley Carter avançou à segunda rodada do torneio, ao superar a parceria de Bolsova/Eikeri de virada, por 2 sets a 1. Em setembro, no US Open, Stefani e Carter chegaram às quartas de final.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.