Grandes de SP enfrentam Covid e outros desfalques em rodada do Brasileiro

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo jogam neste sábado, devido às eleições

São Paulo

Os quatro clubes grandes de São Paulo entram em campo neste sábado (14) para disputar a 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Oito jogos foram concentrados na mesma data devido à realização das eleições municipais em todo o país neste domingo (15). Outros dois serão disputados na segunda (16).

A partida do Santos será a primeira do dia, às 16h30, na Vila Belmiro, contra o líder Internacional (Globo, Premiere e TNT transmitem). Com objetivo de se aproximar das quatro primeiras posições da tabela, o Santos, sétimo colocado com 31 pontos, terá de superar uma série de desfalques no elenco devido a um surto de Covid-19.

Marinho faz exercício em treino do Santos
Marinho volta à equipe do Santos após cumprir suspensão - Ivan Storti - 18.set.20/Santos FC

Na última terça-feira (10), o clube informou que 17 pessoas no departamento de futebol masculino tiveram testes com resultado positivo para o coronavírus.

São pelo menos seis atletas regularmente titulares (João Paulo, Madson, Lucas Veríssimo, Diego Pituca, Jobson e Jean Mota) com o vírus, além do técnico Cuca e do auxiliar Cuquinha. Outro auxiliar, Marcelo Fernandes, deverá comandar o time.

O atacante Soteldo é outra baixa, pois está a serviço da seleção venezuelana para a disputa de jogos pelas Eliminatarórias da Copa do Mundo de 2022. Ao menos Marinho estará à disposição após cumprir suspensão na última rodada.

Mais tarde, na Neo Química Arena, às 19h, o Corinthians vai encarar o Atlético-MG (Premiere transmite) pressionado a melhorar seu desempenho como mandante.

Com 25 pontos, o time alvinegro está na 11ª posição, dez atrás da equipe mineira, a vice-líder com um ponto a menos do que o Internacional. Parte dessa distância se deve ao fato de que, em casa, o Corinthians ganhou apenas três partidas, perdeu duas e empatou quatro, resultados que fizeram o clube rondar a zona de rebaixamento há algumas rodadas.

Para o duelo contra o Atlético, o técnico Vagner Mancini terá cinco desfalques, sendo dois por Covi-19.

O meia Mateus Vital e o atacante Jô estão em isolamento após exames detectarem contaminação pelo coronavírus.

Outras ausências são o volante Xavier, suspenso, o lateral Fábio Santos, por acordo do Corinthians com o Atlético-MG, seu ex-clube, e o meia Otero, a serviço da seleção venezuelana.

No mesmo horário do confronto disputado em Itaquera, o São Paulo enfrentará o Fortaleza (Premiere), fora de casa, com chance de terminar a rodada empatado com o líder do campeonato, o Internacional.

Para isso, além de vencer, o time tricolor terá de torcer por tropeços de Flamengo, Atlético-MG e do próprio clube gaúcho para se igualar no topo da tabela com 36 pontos. A equipe paulista ainda tem três jogos atrasados do primeiro turno para disputar.

O técnico Fernando Diniz não informou com antecedência a formação que entrará em campo, mas não poderá repetir a escalação que venceu o Flamengo, na última quarta-feira (12), por 2 a 1, na partida de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil. Isso porque o volante Luan cumprirá suspensão.

Uma alternativa para o treinador seria escalar Léo na zaga e adiantar Diego Costa. Rodrigo Nestor é outro que disputa vaga no meio-campo.

O último dos paulistas a entrar em campo neste sábado será o Palmeiras, contra o Fluminense, às 21h30, no Allianz Parque (Premiere).

O jogador Raphael Veiga cabeceia a bola em treino do Palmeiras
O jogador Raphael Veiga tem sido um dos destaques do Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Esse será um confronto direto na briga pelas primeiras posições da tabela, já que o time alviverde começa a rodada em sexto, com 31 pontos, um a menos do que a equipe carioca, quinta colocada. Ambos têm a chance de entrar para o grupo dos quatro primeiros em caso de vitória.

A exemplo do que ocorreu na partida contra o Ceará, no meio de semana, no jogo de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil, quando venceu por 3 a 0, o Palmeiras terá uma série de desfalques.

Felipe Melo e Wesley foram operados e só voltam a jogar em 2021. Luan, Danilo, Rony e Gabriel Silva estão em isolamento após contraírem a Covid-19, enquanto Weverton, Gustavo Gómez e Matías Viña foram convocados pelas seleções brasileira, paraguaia e uruguaia, respectivamente. Gabriel Menino também fora chamado por Tite, mas acabou cortado após ser infectado pelo coronavírus.

O técnico Abel Ferreira terá de mandar a campo uma formação alternativa e não confirmou ainda quem serão os substitutos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.