Descrição de chapéu Copa do Brasil

Santos cai diante do Ceará na Copa do Brasil e se complica nas finanças

Equipe paulista contava com classificação às quartas de final para pagar salários

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Displicente nas finalizações e apagado no segundo tempo, o Santos foi eliminado nesta quarta-feira (4) pelo Ceará, nas oitavas de final da Copa do Brasil. O clube nordestino jogou melhor, venceu por 1 a 0 e garantiu a vaga nas quartas.

Soteldo disputa bola durante derrota do Santos diante do Ceará
Soteldo disputa bola durante derrota do Santos diante do Ceará - Ivan Storti/Santos FC

A eliminação, além da derrota esportiva, representa mais um complicador na situação financeira do Santos. O presidente Orlando Rollo havia dito na semana passada contar com a classificação para pagar os salários de outubro do elenco. A premiação pela vaga, que ficou com o Ceará, é de R$ 3,3 milhões.

Os confrontos da próxima fase da competição serão definidos por sorteio.

As duas equipes tiveram chances nos primeiros 45 minutos, mas encontraram sérios problemas de finalização. Ninguém recebeu tantas oportunidades quanto Soteldo. O atacante santista chutou com perigo aos 9 minutos, em um lance que errou por pouco.

Aos 40, o venezuelano avançou sozinho desde a intermediária e, de frente para o gol, arrematou para fora. O Ceará teve momento parecido aos 17 com Rafael Sóbis, mas ele finalizou no corpo do goleiro João Paulo.

Santos e Ceará tentaram explorar o lado esquerdo do ataque, e os paulistas poderiam ter sido mais efetivos, não fosse o futebol discreto de Marinho, seu principal nome ofensivo e vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 12 gols.

Com o atacante Léo Chú, o Ceará levava vantagem sobre a marcação, em parte porque o Santos dava espaço, especialmente Jobson, mais efetivo indo para frente do que para vigiar os adversários.

O volante saiu no intervalo por sentir um mal-estar no vestiário e foi substituído por Sandry, que entrou parecendo estar mais preocupado em roubar bolas.

Os rivais começaram o segundo tempo à espera do espaço necessário para fazer o gol que poderia ser decisivo. Com o passar do tempo, o Santos pareceu perder fôlego, e o Ceará abriu o placar aos 24 minutos, graças a um belo voleio de Vina que deixou João Paulo paralisado.

Cuca colocou Marcos Leonardo e Lucas Braga, dois atacantes, em campo para ter mais força ofensiva. Mas se a esperança era despertar o time, isso não aconteceu. A não ser por um chute cruzado de Braga, pouco foi criado. Sandry foi expulso nos acréscimos por jogada violenta.

No domingo, o Santos visitará o Red Bull Bragantino pela 20ª rodada do Brasileiro. No mesmo dia, o Ceará receberá o Sport.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.