São Paulo vence Fortaleza de virada e encosta nos líderes do Brasileiro

Corinthians sai na frente, mas perde para o Atlético-MG em Itaquera

São Paulo

Em boa fase, o atacante Luciano saiu do banco de reservas no segundo tempo para marcar dois gols na virada do São Paulo sobre o Fortaleza, por 3 a 2, neste sábado (14). Com o resultado, o time paulista cola de vez nos líderes do Campeonato Brasileiro.

A equipe do Morumbi chegou aos 36 pontos e está em terceiro lugar, com a mesma pontuação do Internacional (2º) e do Flamengo (4º), e com dois pontos a menos do que o novo líder da competição, o Atlético-MG. Porém, o time mineiro jogou duas vezes a mais do que o paulista. Já o gaúcho e o carioca jogaram três.

O São Paulo pisou no gramado do Castelão com uma formação bem diferente daquela que derrotou o Flamengo, por 2 a 1, na última quarta (11) pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O técnico Fernando Diniz poupou Juanfran, Reinaldo, Igor Gomes e Luciano. Entraram Igor Vinicius, Léo, Rodrigo Nestor, Vitor Bueno e Pablo em seus lugares.

Luciano comemora um de seus dois gols pelo São Paulo contra o Fortaleza
Luciano comemora um de seus dois gols pelo São Paulo contra o Fortaleza - LC Moreira/Agência O Globo

No Fortaleza, a novidade foi a estreia do técnico Marcelo Chamusca, que estava no Cuiabá, depois da saída de Rogério Ceni para o Flamengo.

O time paulista demorou para se encontrar em campo e, quando conseguiu, o Fortaleza já vencia por 1 a 0. Aos 11 minutos, o atacante David recebeu lançamento, passou por Diego Costa e chutou na saída do goleiro Tiago Volpi. O gol foi revisado pelo VAR e confirmado somente quatro minutos depois.

Como tem sido corriqueiro, a equipe de Diniz passou a ter o controle da posse de bola e chegou ao empate após o meia Rodrigo Nestor, 20, ter feito fila no campo de defesa do Fortaleza e ser derrubado na entrada da área.

Numa cena inusitada, Daniel Alves e Gabriel Sara decidiram no par ou ímpar quem cobraria a falta. O veterano ganhou, mas permitiu que Gabriel Sara realizasse a batida. Para alegria dos são-paulinos, ele marcou aos 39 minutos, ao mandar a bola com efeito no canto direito do goleiro Felipe Alves.

No segundo tempo, David chegou a marcar para o Fortaleza, aos oito minutos, porém, o juiz Marcelo de Lima Henrique anulou o gol após revisão do VAR.

Em busca da vitória, Diniz colocou Luciano no lugar do apático Pablo, e Reinaldo na vaga de Diego Costa, que vivia uma noite ruim. Luciano, em seu primeiro lance, aos 15 minutos, aproveitou cruzamento de Vitor Bueno e marcou o gol da virada.

O Fortaleza também contou com uma solução do banco de reservas para o empate. Wellington Paulista, que não marcava havia dez jogos, substituiu Bergson e aproveitou rebote de Volpi, 13 minutos depois.

O time cearense dava a impressão que nos minutos finais tentaria encurralar os são-paulinos. Mas o inspirado Luciano, aos 36, recebeu passe de Diego Alves e mandou uma bomba para fazer o terceiro gol.

O time de Diniz não perde no Brasileiro desde o dia 3 de setembro, quando foi superado pelo Atlético-MG por 3 a 0. De lá para cá, a equipe paulista derrotou Fluminense, Athletico, Atlético-GO, Palmeiras, Flamengo e Goiás, além do Fortaleza neste sábado, e empatou com Red Bull Bragantino, Santos, Internacional, Coritiba e Grêmio.

Corinthians leva virada do Atlético-MG e estaciona na tabela

O Corinthians viu a chance de vencer o Atlético-MG escapar neste sábado (14), na Neo Química Arena, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um gol de Guilherme Arana, seu ex-jogador, e Marrony, perdeu por 2 a 1, de virada.

O levou o clube mineiro aos 38 pontos e à liderança do torneio. Além de vencer, o time de Belo Horizonte se beneficiou da derrota do Internacional para o Santos, também neste sábado.

Já o Corinthians estacionou nos 25 pontos, na 11ª posição da tabela.

Bem organizado em campo, o time paulista cercava a saída de bola dos mineiros, sem dar espaços para a boa formação do técnico argentino Jorge Sampaoli.

O gol corintiano veio cedo, aos 5 minutos de partida, com Davó, após boa jogada de Luan e Ramiro.

Mas o time adversário veio mais bem preparado para o segundo tempo.

A reação do Atlético-MG começou com um jogador criado na base corintiana. O lateral esquerdo Guilherme Arana, que empatou aos 15 da etapa final. Aos 37, Marrony fechou o placar.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.