Descrição de chapéu Futebol Feminino

Audiência do Brasileiro Feminino triplica nas redes sociais

Partidas do campeonato tiveram média de 320 mil visualizações no Twitter

São Paulo

Com todos os jogos transmitidos ao vivo pela primeira vez na história, o Campeonato Brasileiro Feminino triplicou sua média de audiência nas redes sociais nesta temporada em comparação com os números de 2019.

A edição que terminou no último domingo (6), quando o Corinthians venceu o Avaí-Kindermann na decisão por 4 a 2 e conquistou o bicampeonato nacional, registrou uma média de 319.771 visualizações no Twitter por jogo.

A rede social foi uma das detentoras dos direitos de transmissão do torneio e exibiu 23 jogos ao vivo. No ano anterior, também com 23 transmissões, a média foi de 107.305 por partida.

Na soma total das partidas, o salto foi de 2.468.015 para 7.354.733 de visualizações, segundo dados da CBF repassados à Folha.

De acordo com o Twitter, o número de usuários únicos que assistiram a pelo menos uma partida ao longo do torneio também triplicou, indo de 1,5 milhão em 2019 para cerca de 5 milhões em 2020.

A CBF também avaliou o aumento nas interações dos usuários, somando a audiência das transmissões ao vivo com o alcance de conteúdos relacionados aos jogos, como melhores momentos e entrevistas. Em 2019, foram 3.745.334 interações. Este ano, o total foi de 16.065.331.

O crescimento foi puxado, sobretudo, pela audiência dos clássicos e das partidas nas fases de mata-mata. O dérbi entre Corinthians e Palmeiras, no dia 17 de novembro, pela semifinal, quando a equipe alvinegra venceu por 3 a 0, marcou o recorde da competição no Twitter, com 1.583.850 visualizações únicas.

Foi a primeira vez que um duelo da competição ultrapassou a marca de 1 milhão.

"O futebol feminino está crescendo. Saber que o público está acompanhando essa caminhada de perto, através das transmissões e plataformas como o Twitter, é parte fundamental da construção", disse Aline Pellegrino, coordenadora de competições femininas da CBF.

O jogo de ida entre Santos e São Paulo, pelas quartas de final, no dia 28 de outubro, ficou perto de bater a casa do milhão também. O empate por 0 a 0, no Morumbi, teve 968.548 visualizações.

Além da rede social, a plataforma de streaming MyCujoo e a Band exibiram as partidas do campeonato desde o início. A partir das semifinais, a ESPN Brasil também passou a transmitir.

Ao todo, o MyCujoo teve audiência de 957.927 visualizações ao longo de toda a competição. Consultadas pela reportagem, as emissoras não divulgaram os números consolidados de suas audiências.

A Band tem acordo com a CBF para exibir o torneio até 2021. A emissora paulista adquiriu os direitos do Brasileiro em 2019, quando o campeonato voltou à TV aberta. Estava fora dela desde 2017.

Ao longo do torneio, o canal exibiu as partidas em três horários, sempre aos domingos. Algumas exibições ocorreram a partir das 14h, outras às 16h, e as finais às 20h.

A ESPN, que assinou acordo para transmitir somente a reta final deste ano, avaliou positivamente a exibição do campeonato, segundo fontes ouvidas pela reportagem. Executivos da emissora já manifestaram interesse em estabelecer um vínculo maior para manter o Brasileiro Feminino em sua grade e reforçar a oferta de futebol feminino a partir de 2021.

Atualmente, os canais da Disney já exibem a Champions League, a FA Cup e a Copa da Rainha.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.