Em alta, São Paulo tenta quebrar jejum contra o Corinthians em Itaquera

Equipe do Morumbi busca neste domingo (13) a primeira vitória na casa do rival

São Paulo

No 13º clássico contra o Corinthians na Neo Química Arena, em Itaquera, o São Paulo vive momento ideal para conseguir sua primeira vitória na casa do rival, neste domingo (13), às 18h15 (Premiere), em partida pelo Campeonato Brasileiro.

Líder do Nacional com 50 pontos, a equipe do Morumbi tem vantagem de 20 para o time corintiano.

Enquanto vê os são-paulinos distantes na classificação, a equipe de Vagner Mancini ainda não abriu uma margem confortável para não voltar a frequentar as últimas posições da tabela. Em 11º, tem seis pontos de vantagem para o Vasco, o 17º e primeiro na zona de rebaixamento.

Os objetivos distintos dos dois rivais neste atual momento da competição refletem a gestão que cada um fez em seus departamentos de futebol.

Homem de roupa branca em circulo, em gramado
Jogadores do São Paulo se reúnem antes de partida contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro - São Paulo FC/Divulgação

Para a temporada, o Corinthians trouxe 13 jogadores, entre eles Luan, que custou 5 milhões de euros (R$ 31,7 milhões na cotação atual). Ele é o quinto atleta mais caro da história do clube.

Sem se firmar como titular, o ex-jogador do Grêmio marcou somente quatro gols neste ano em 37 jogos. É menos que um terço das vezes em que o atacante Luciano, também ex-gremista e único reforço da equipe do Morumbi na temporada, balançou a rede. O são-paulino fez 15 gols em 27 partidas.

Contratado em agosto, o jogador do time tricolor foi uma indicação do técnico Fernando Diniz, que está no clube desde setembro de 2019 e conseguiu se manter no cargo mesmo com toda a pressão que sofreu durante a temporada, após as eliminações nas quartas de final do Paulista e na fase grupos da Libertadores.

Nesse mesmo período, o Corinthians teve três treinadores. Depois de iniciar o ano com Tiago Nunes, o time tentou efetivar Dyego Coelho, do sub-20, mas os resultados negativos no Brasileiro e a briga para se afastar das últimas posições fizeram a diretoria ir buscar Vagner Mancini.

Homem com blusa de frio preta com símbolo do Corinthians, em gramado
Vagner Mancini, técnico do Corinthians, em partida contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro - Amanda Perobelli/Reuters

É ele quem terá a missão de evitar que a equipe alvinegra sofra neste domingo a sua primeira derrota para o São Paulo em Itaquera. Desde a inauguração da arena, em 2014, foram 12 jogos, sendo 9 vitórias dos mandantes e 3 empates. O time tricolor fez apenas 10 gols e sofreu 25.

Para a partida deste domingo, Mancini não poderá contar com Jô, suspenso. Matheus Davó deverá substituí-lo.

Já Fernando Diniz terá todos os seus principais jogadores à disposição. O técnico contará com a volta de Daniel Alves, que cumpriu suspensão na última rodada. Tchê Tchê deverá voltar à reserva.

Santos tem desfalques para encarar o Flamengo

Com três desfalques importantes, o Santos enfrentará o Flamengo neste domingo (13), às 16h (Globo), no estádio do Maracanã. O time alvinegro não poderá contar com Lucas Veríssimo, Pituca e Soltedo. O trio está suspenso –o venezuelano também está com Covid-19.

Luiz Felipe e Alison devem entrar na zaga e no meio, respectivamente. Substituto de Soteldo no jogo com o Grêmio pela Libertadores, na última quarta (9), Lucas Braga provavelmente figurará entre os titulares.

O Santos inicia esta rodada com 38 pontos, quatro a menos do que o Flamengo. Por isso, uma vitória no Rio de Janeiro é fundamental para o time alvinegro se aproximar das quatro primeiras posições do torneio.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.