Descrição de chapéu Maradona (1960-2020)

Pelé chama Maradona de 'incomparável' e diz amá-lo em texto de homenagem

Brasileiro lamenta comparações em postagem cheia de elogios ao ídolo argentino

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Nas redes sociais, o ex-jogador Pelé, 80, relembrou na quarta-feira (2) a morte do argentino Diego Armando Maradona, em um texto que lamenta a eterna comparação entre ambos, cheio de elogios ao ídolo argentino.

Na publicação, o brasileiro menciona a ânsia do público em debater quem foi o melhor jogador de todos os tempos.

“Já se passaram sete dias desde que você partiu. Muitas pessoas adoravam nos comparar durante toda a vida. Você foi um gênio que encantou o mundo. Um mágico com a bola nos pés. Uma verdadeira lenda. Mas acima disso tudo, para mim, você sempre será um grande amigo, com um coração maior ainda”, assim começa o texto assinado por Pelé.

Em certo trecho, o lendário camisa 10 brasileiro diz que o mundo seria melhor se evitasse comparações e lamenta não ter tido a oportunidade de dizer "eu te amo" para Maradona.

“Você é incomparável. Sua trajetória foi marcada pela honestidade. Você sempre declarou seus amores e desamores aos quatro ventos. E com esse seu jeito particular, ensina que temos que amar e dizer “eu te amo” muito mais vezes. Sua partida rápida não me deixou dizer, então apenas escrevo: eu te amo, Diego.”, ele diz em outro trecho da mensagem.

No dia da morte de Maradona, Pelé já havia feito uma homenagem nas redes sociais. Depois, enviou uma coroa de flores, que foi entregue na Casa Rosada, a sede do governo argentino, onde foi realizado o velório do craque.

O argentino teve uma parada cardiorrespiratória enquanto se recuperava de cirurgia para tirar um hematoma da cabeça. Resultado final da autópsia, divulgado na quinta (26), dia da cerimônia fúnebre, apontou insuficiência cardíaca e edema agudo do pulmão.

O velório de Diego Armando Maradona na Casa Rosada, sede do governo argentino, foi palco de muitas homenagens e despedidas emocionadas para o ídolo e também de embates e caos.

Com filas enormes, aglomerações e fãs sem perspectivas de se despedir do ex-jogador após horas à espera, houve confrontos com a polícia. O craque argentino foi enterrado no final da tarde, em cemitério na região de Bella Vista, a 35 km da capital, em uma celebração pequena, apenas para familiares e pessoas próximas.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.