Descrição de chapéu Futebol Internacional

PSG diz que 1ª avaliação de Neymar é tranquilizadora e aguarda novos exames

Atacante brasileiro sofreu forte entrada no tornozelo do compatriota Thiago Mendes

São Paulo

Os primeiros exames médicos de Neymar, que deixou o campo em uma maca neste domingo (13) após uma forte pancada no tornozelo esquerdo, foram tranquilizadores, anunciou o Paris Saint-Germain (PSG) nesta segunda-feira.

"A avaliação clínica e radiológica de Neymar Jr, acompanhando o mecanismo de entorse do tornozelo esquerdo ocorrido na noite passada, é tranquilizadora. Novos exames serão realizados em 48 horas", afirmou o clube francês em boletim médico.

Neymar desaba após receber falta de Thiago Mendes - Franck Fife/AFP

Neymar, que não teve seu tempo de afastamento estimado, deverá perder pelo menos os dois próximos jogos da equipe: contra o Lorient, na quarta (16), e diante do atual líder da França, o Lille, no domingo (20).

O brasileiro sofreu uma forte entrada do compatriota Thiago Mendes, já nos acréscimos do segundo tempo na derrota do PSG na Ligue 1 contra o Lyon (1 a 0).

Mendes, expulso pelo árbitro, pediu publicamente desculpas a Neymar nesta segunda-feira. “Erros são cometidos. Mas estou aqui para me desculpar sinceramente com Neymar”, escreveu ele no Instagram. Também publicou um vídeo.

O pai de Neymar mostrou indignação na mesma rede social após a lesão do filho. "Pô... até quando? Tanto se fala sobre isso, tanto lembramos esse excesso de violência! [...] Até quando a culpa será da vítima?".

"Poderia ser pior, mas mais uma vez Deus me livrou de algo sério", escreveu o jogador no Instagram. "Choro é de dor, desespero, medo, angústia, cirurgia, muletas e outras lembranças ruins."

Essa é a terceira preocupação com Neymar por motivos médicos nesta temporada, após um teste positivo para coronavírus na volta das competições e uma lesão na coxa esquerda sofrida no fim de outubro. Ela o fez ser cortado da seleção brasileira em novembro e perder jogos do PSG.

Com AFP

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.