Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2020

Santos e Palmeiras fazem clássico por pretensões maiores no Brasileiro

Com a mesma pontuação, rivais se enfrentam neste sábado (5), às 17h, na Vila Belmiro

São Paulo

Classificados às quartas de final da Copa Libertadores, Santos e Palmeiras agora voltam suas atenções ao Campeonato Brasileiro, em que fazem campanhas parecidas e esperam dar um salto rumo às primeiras colocações.

Neste sábado (5), as equipes se enfrentam na Vila Belmiro, às 17h, pela 24ª rodada, com transmissão do Premiere.

O time do técnico Cuca, que se recuperou da Covid-19, busca encerrar uma marca incômoda nesta temporada: a de não vencer clássicos.

Palmeiras e Santos se enfrentaram duas vezes no ano, com um empate e uma vitória alviverde
Palmeiras e Santos se enfrentaram duas vezes no ano, com um empate e uma vitória alviverde - Cesar Greco - 29.fev.2020/Palmeiras

Em 2020, nos seis duelos contra seus principais rivais paulistas, o Santos empatou três e perdeu outros três. Uma dessas derrotas foi justamente para o Palmeiras, no primeiro turno do Nacional, por 2 a 1, no Morumbi.

O confronto com a equipe alviverde será apenas o primeiro de uma série complicada que os santistas enfrentarão na sequência do Brasileiro.

Depois do clássico, o Santos terá pela frente três jogos contra adversários do topo da tabela. Na 25ª rodada, o clube da Vila Belmiro enfrentará o Flamengo, no Maracanã. Nas rodadas 28 e 29, visitará Atlético-MG e São Paulo, respectivamente.

Além da injeção de ânimo para encarar equipes que fazem um bom campeonato, o time de Cuca também mira uma vaga na zona de classificação direta à Libertadores do ano que vem.

Com 37 pontos, na sexta colocação, soma a mesma pontuação do quinto colocado Palmeiras (que tem um jogo a menos). O Internacional, quarto na tabela, tem 39 e enfrenta o Atlético-MG no domingo (6). O São Paulo, com 44 pontos e o mesmo número de partidas do rival alviverde, lidera a classificação.

Já o Palmeiras chega embalado pela goleada de 5 a 0 sobre o Delfín (PAR) na última quarta-feira (2), que confirmou a vaga para o clube nas quartas do torneio continental –no jogo de ida, os palmeirenses tinham vencido por 3 a 1.

O triunfo na Libertadores escancarou a admiração do técnico Abel Ferreira pelo jovem atacante Gabriel Veron, 18, autor de dois gols sobre o Delfín.

"Sempre digo ao Veron para se lembrar o que o trouxe a este nível. É impossível o Palmeiras vender esse jogador por menos do que o Neymar foi vendido ao Barcelona", disse o treinador, na entrevista coletiva após a partida no Allianz.

Veron, ao lado de Gabriel Menino e Patrick de Paula, é uma das boas novidades que o Palmeiras trouxe da base para a atual temporada. O trio já era protagonista com Vanderlei Luxemburgo e tem evoluído ainda mais sob o comando do português.

Mas Abel Ferreira não estará no banco de reservas neste sábado e, muito provavelmente, será ausência também na terça-feira (8), no confronto de ida pelas quartas de final da Libertadores contra o Libertad (PAR), no Paraguai.

O clube divulgou nesta sexta (4) que o treinador está em isolamento após seu teste de Covid-19 dar positivo.

Ele será substituído pelo auxiliar Vitor Castanheira, que não poderá contar com Patrick para o clássico na Vila Belmiro. Com lesão muscular na coxa direita, o meio-campista deverá ficar fora por cerca de um mês, retornando às atividades somente em 2021.

A ausência de Patrick complica a montagem da equipe que vai a campo neste sábado. Isso porque, além do camisa 5, Ferreira também perdeu Felipe Melo, lesionado. Danilo, substituto do capitão alviverde, está suspenso, deixando o técnico palmeirense sem opções de volantes com características mais defensivas.

Zé Rafael, que exerce função mais criativa no meio de campo, poderá ser o escolhido para atuar à frente da defesa, papel que ocupou em parte da vitória diante do Delfín, pela Libertadores. Outra opção é o zagueiro Luan, que já foi experimentado nessa posição pela atual comissão técnica.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.