Ex-técnico de ginástica dos EUA é encontrado morto após acusação de crimes sexuais

John Geddert, ligado a Larry Nassar, havia sido imputado horas antes pela Justiça americana

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

John Geddert, técnico da equipe feminina de ginástica dos Estados Unidos na Olimpíada de 2012, foi encontrado morto nesta quinta-feira (25), horas após ser acusado de cometer agressões sexuais. De acordo com a promotoria estadual de Michigan, ele cometeu suicídio.

"Meu escritório foi notificado de que o corpo de John Geddert foi encontrado nesta tarde depois de se suicidar", disse a procuradora estadual Dana Nessel em uma mensagem em sua conta no Twitter.

O ex-técnico de ginástica da seleção dos EUA, John Geddert, durante a Olimpíada de Londres, em 2012
O ex-técnico de ginástica da seleção dos EUA, John Geddert, durante a Olimpíada de Londres, em 2012 - 31.jul.12/AFP

"Este é um final trágico de uma história trágica para todas as pessoas envolvidas", acrescentou.

Na manhã desta quinta-feira, a procuradora anunciou que Geddert, de 63 anos, iria enfrentar 24 acusações por crimes de tráfico humano, abusos físicos, verbais e sexuais contra várias vítimas, em sua maioria jovens atletas, cometidos de 2008 a 2018 em seu clube de ginástica.

Larry Nassar, ex-médico da seleção americana de ginástica, trabalhou no mesmo clube e foi condenado em 2018 a até 175 anos de prisão por abuso sexual. Ele foi acusado por centenas de mulheres, entre elas uma série de ginastas. Geddert também era acusado de ocultar os crimes de Larry Nassar.

Com AFP

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.