Descrição de chapéu Copa do Brasil

Rivais em jogos épicos, Grêmio e Palmeiras iniciam decisão da Copa do Brasil

Equipes fazem primeira partida da final do mata-mata nacional em Porto Alegre

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Palmeiras e Grêmio cultivam uma das maiores rivalidades interestaduais do futebol brasileiro, alimentada sobretudo pelo amplo histórico de confrontos em mata-matas entre as duas equipes.

Faltava, porém, uma final de campeonato para elevar o patamar desse confronto, mas essa lacuna começará a ser preenchida neste fim de semana.

Paulistas e gaúchos fazem neste domingo (28), em Porto Alegre, o primeiro jogo da final da Copa do Brasil 2020, a partir das 21h (a partida será transmitida pela TV Globo, SporTV e Premiere). O duelo de volta será no dia 7, no Allianz Parque, às 18h.

Inicialmente marcado para as 16h, o primeiro confronto da decisão foi remarcado para as 21h pela CBF a pedido do governo do Rio Grande do Sul, para evitar aglomerações em Porto Alegre devido à pandemia de coronavírus. As autoridades locais entendem que um jogo à noite, com um toque de recolher às 20h, deve fazer com que as pessoas fiquem em casa.

Jogadores de Palmeiras e Grêmio durante lance que terminou com a expulsão de Rivaldo em duelo pela Libertadores de 1995, em Porto Alegre
Jogadores de Palmeiras e Grêmio durante lance que terminou com a expulsão de Rivaldo em duelo pela Libertadores de 1995, em Porto Alegre - Antonio Gaudério - 27.jul.95/Folhapress

O encontro deste final de semana dá início ao 13º duelo de mata-mata entre os dois times. Os gremistas têm vantagem, com 7 classificações contra 5 dos palmeirenses.

A mais emblemática ocorreu em 1995, quando duas goleadas marcaram a disputa das quartas de final da Libertadores.

O Grêmio, campeão da Copa do Brasil de 1994, e o Palmeiras, ganhador do Brasileiro do mesmo ano, representaram o Brasil no continental. Além de duelarem na fase de grupos, também travaram disputa por vaga na semifinal.

Assim como agora, o primeiro jogo foi disputado em Porto Alegre. O clima entre as duas equipes era tão tenso que, com menos de 30 minutos, houve três expulsões. Rivaldo e Válber, pelo Palmeiras, e Dinho, pelo Grêmio —Valber e Dinho ainda trocaram socos ao saírem do gramado.

Com bola rolando, o time gaúcho, então comandado por Luiz Felipe Scolari, goleou por 5 a 0, numa noite inspirada de Jardel, autor de três gols. Arce e Arílson completaram o placar.

Na volta, no antigo Palestra Itália, os palmeirenses precisavam, ao menos, devolver o placar para levar a disputa para os pênaltis. Mas foi o Grêmio que saiu na frente, novamente com Jardel. Cafu (duas vezes), Amaral, Paulo Isidoro e Mancuso comandaram uma virada histórica, mas o 5 a 1 não foi suficiente para o time paulista.

A revanche alviverde veio no ano seguinte, mas pela Copa do Brasil. Com o famoso ataque dos cem gols, liderado por Rivaldo, Djalminha e Muller, o Palmeiras superou o rival na semifinal, novamente após uma disputa acirrada.

Na ida, o trio marcou na vitória por 3 a 1. Paulo Nunes descontou. No jogo de volta, no Sul, Cláudio abriu o placar para o clube alviverde, mas Jardel e Zé Alcino viraram para o tricolor. Faltava um gol para a disputa ser levada para os pênaltis quando, aos 49, Jardel balançou as redes. A euforia gremista, no entanto, durou somente até o bandeirinha apontar impedimento, para festa dos paulistas.

Nos anos 2000, mais três confrontos reacenderam a rivalidade, dois deles pela Copa do Brasil e outro pela Libertadores. O Palmeiras venceu o primeiro, pela semifinal do mata-mata nacional, em 2012, ano em que conquistou o bicampeonato do torneio.

Nas quartas de final da edição 2016 do certame brasileiro, o Grêmio venceu o time paulista e terminou o torneio com a taça.

No mais recente encontro entre as duas equipes, a formação de Porto Alegre eliminou a de São Paulo também nas quartas da competição continental. Quatro prováveis titulares do Palmeiras neste domingo, Weverton, Luan, Gustavo Gómez e Marcos Rocha também atuavam pelo time alviverde há dois anos, quando a equipe acabou derrotada no Pacaembu por 2 a 1 após ter vencido o jogo de ida por 1 a 0.

Para o início da disputa pelo troféu, o técnico Abel Ferreira terá o desfalque de Patrick de Paula, que está com Covid-19 e foi vetado da partida.

Mesmo sem a prata da casa, o Palmeiras espera ampliar sua vantagem no retrospecto geral contra o time gaúcho. Os paulistas têm 38 vitórias, contra 20 dos gremistas e 33 empates.

A equipe palmeirense tem a chance de ser tetra da Copa do Brasil, o que faria do clube o paulista que mais vezes ganhou o torneio. Já o Grêmio busca o sexto caneco, o que igualaria o recorde do Cruzeiro.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.