Tiger Woods sofre grave acidente de carro e passa por cirurgia

Lenda do golfe, americano não corre risco de morte, mas teve múltiplas lesões nas pernas

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O jogador de golfe Tiger Woods, 45, sofreu um grave acidente de carro na região de Los Angeles nesta terça-feira (24) e foi levado a um hospital com múltiplas lesões nas pernas. Ele passou por uma cirurgia, de acordo com seu agente, Mark Steinberg.

Segundo a polícia, o golfista americano estava sozinho quando seu veículo capotou, por volta das 7h no horário local (12h de Brasília), perto da fronteira de Rolling Hills Estates e Rancho Palos Verdes, uma cidade costeira de cerca de 42 mil habitantes no condado de Los Angeles, na Califórnia.

Carro capotado
Transmissão de TV mostra visão aérea do acidente de carro sofrido pelo golfista Tiger Woods - Reprodução

Tiger Woods, um dos atletas mais renomados de todos os tempos e vencedor de 15 torneios da série major (os mais importantes do seu esporte), foi retirado do carro por bombeiros e atendido no local antes de ser encaminhado ao hospital.

O jogador estava consciente e falando quando o resgate chegou ao local, disse o tenente Michael White, do departamento de polícia responsável pelo caso, a uma afiliada local da CBS. As autoridades que participaram da ocorrência acreditam que ele não corre risco de morte.

Imagens mostram o SUV do golfista com a frente muito danificada em razão do acidente. De acordo com o xerife Alex Villanueva, em entrevista coletiva, Woods parecia estar dirigindo a uma “velocidade maior do que a normal” e não parecia estar sob efeito de drogas ou álcool.

Woods, 45, não disputa um torneio oficial desde dezembro e fez sua quinta cirurgia nas costas em janeiro. O procedimento teve o objetivo de remover um fragmento de disco pressurizado que estava atingindo um nervo.

Nos últimos dias, ele participou de eventos promocionais. Seu retorno competitivo era aguardado para o Masters de Augusta, um dos grandes torneios do esporte e que será realizado em abril. Mas ainda havia dúvidas sobre sua participação, justamente pela nova operação nas costas.

Em 2009, Woods sofrera outro acidente, ao bater seu carro em um hidrante fora de sua casa na Flórida, no meio da noite. Ele foi levado inconsciente para o hospital e teve pequenos ferimentos no rosto.

O incidente despertou uma série de relatos sobre a infidelidade do jogador, que o levou a perder patrocinadores e se afastar do esporte por meses, além de se separar de sua então mulher, a sueca Elin Nordegren, com quem manteve casamento por seis anos.

Antes disso, seus contratos de publicidade valiam mais de US$ 90 milhões (R$ 490 milhões em valores atuais) anuais.

Já em 2017, ele foi detido por dirigir sob efeito de substância proibidas. O atleta afirmou tomar medicamentos fortes por causa de sua quarta cirurgia nas costas.

Woods, que além dos 15 títulos de major (só fica atrás dos 18 de Jack Nicklaus) tem o recorde de 82 eventos vencidos no PGA Tour (principal circuito dos EUA), nunca voltou a ser sombra do golfista que fora no passado.

Tiger Woods celebra sua vitória no Masters de 2019
Tiger Woods celebra sua vitória no Masters de 2019 - Lucy Nicholson - 14.abr.19/Reuters

Mas 2018 marcou o início de sua redenção por meio de bons resultados no esporte. Ele voltou a vencer um torneio após cinco anos de hiato. Em 2019, fez história com a inesperada quinta conquista do Masters, 11 anos após a sua última vitória num major.

O americano chegou a manifestar o desejo de disputar a Olimpíada de Tóquio, no que seria uma participação inédita nos Jogos, mas ainda precisaria acumular pontos no ranking. Essa possibilidade foi praticamente descartada com a quinta cirurgia.

A inesperada volta por cima, porém, é algo que ele ostenta com orgulho. “Eu ainda fico arrepiado só de pensar nisso”, disse em novembro de 2020, na última edição do Masters, adiada por conta da pandemia.

Entre várias mensagens de solidariedade e desejo de recuperação que o golfista tem recebido está a do ex-presidente dos EUA Donald Trump, que chegou a jogar golfe com ele em várias ocasiões e concedeu a Woods a Medalha Presidencial da Liberdade, em 2019. "Você é um verdadeiro campeão", afirmou.

Com agências de notícias e The New York Times

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.