Descrição de chapéu Copa Libertadores 2021

Após casos de Covid, jogo do Grêmio na Libertadores é transferido para o Paraguai

Gaúchos enfrentariam o Del Valle nesta quarta (7), em Quito; partida foi remarcada para sexta (9)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Válido pela terceira etapa eliminatória da Libertadores, a última antes da fase de grupos, o duelo entre Grêmio e Independiente Del Valle foi transferido pela Conmebol após a confirmação de três casos de Covid-19 no elenco gremista.

Inicialmente prevista para ocorrer nesta quarta-feira (7), em Quito, no Equador, a partida foi adiada para a próxima sexta-feira (9) e levada para o estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

A transferência do jogo foi anunciada nesta terça (6), menos de 24 horas antes do horário original do confronto, e ocorreu por causa das restrições sanitárias impostas pelo governo equatoriano à delegação do Grêmio após a confirmação dos casos.

Técnico do Grêmio Renato Portaluppi durante partida pela Libertadores
Técnico do Grêmio Renato Portaluppi durante partida pela Libertadores - Silvio Avila - 5.abr.21/AFP

De acordo com informações do UOL, os gremistas foram barrados por policiais e fiscais sanitários ao tentarem deixar o hotel rumo ao centro de treinamento da LDU para fazer sua preparação.

A medida quebrou a isonomia esportiva e irritou tanto a Conmebol quanto o Grêmio. O protocolo do torneio prevê que casos positivos sejam isolados do resto do elenco, sem alterar a programação da partida.

Além do técnico Renato Portaluppi, que ficou fora da viagem por ter recebido diagnóstico de Covid-19 na segunda-feira (5), o clube informou que os testes de Vanderson e Paulo Victor, que viajaram junto com a delegação para Quito, também deram positivo.

A delegação gremista está no Equador e ainda não tem data marcada para o deslocamento ao Paraguai.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.