Corinthians encara o Peñarol em busca de primeira vitória na Sul-Americana

Time empatou na estreia e precisa ganhar dos uruguaios para não se complicar

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Em seu segundo jogo na Copa Sul-Americana, o primeiro como mandante, o Corinthians precisa vencer o Peñarol-URU nesta quinta (29), às 19h15, na Neo Química Arena, para não correr o risco de ficar em uma posição complicada no Grupo E.

Somente o primeiro colocado de cada chave avançará ao mata-mata. Após estrear com um empate sem gols diante do River Plate-PAR, o time alvinegro soma um ponto contra três dos uruguaios, que golearam o Sport Huancayo-PER, por 5 a 1, na abertura da competição.

Por isso até mesmo um novo empate nesta quinta é considerado um resultado ruim para os corintianos, que tratam o duelo como uma decisão. "Até agora, é a partida mais importante da temporada", afirmou o volante Camacho. "A gente tem de encarar como se só a vitória importasse", acrescentou o meia Luan.

Cássio durante treino do Corinthians no CT do Parque Ecológico
Cássio durante treino do Corinthians no CT do Parque Ecológico - Rodrigo Coca - 19.mar.21/Ag. Corinthians

Além de liderar o grupo, o Peñarol tem um elenco formado por jogadores experientes, alguns deles com passagens recentes pela seleção do Uruguai, assim como o zagueiro corintiano Bruno Méndez.

"Na seleção uruguaia, estive com Facundo Torres, com Joaquín Piquerez e com Giovanni González", citou o defensor alvinegro. "Há uma mescla de juventude e experiência, como temos no Corinthians, que poderá nos complicar", alertou.

Apesar de ter apenas uma derrota na temporada, o Corinthians tem sido cobrado por seus torcedores para apresentar um futebol com mais qualidade, sobretudo ofensivamente.

Em 13 partidas entre o Estadual, a Copa do Brasil e a Sul-Americana, somente em cinco a equipe fez mais de um gol. Curiosamente, em quatro desses compromissos, a equipe alvinegra teve uma escalação mista ou formada por reservas, como no último jogo, quando venceu o Santos, 2 a 0, com dois titulares entre os 11 que iniciaram o clássico.

Diante dos uruguaios, porém, Mancini insistirá numa formação com atletas mais experientes pelo caráter decisivo da partida. Nesta quarta (28), ele voltou a comandar um treino no gramado da Neo Química Arena e teve à disposição todos os atletas que costumam ser titulares.

Será o sétimo confronto oficial entre os dois clubes, com um histórico amplamente favorável para os brasileiros. O Corinthians está invicto: três vitórias e três empates. A última partida, porém, ocorreu em 1998, pela Mercosul, quando o time alvinegro ganhou por 2 a 0.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.