O que se sabe e o que ainda é dúvida sobre a Olimpíada de Tóquio

Jogos têm abertura marcada para 23 de julho, apesar das dificuldades com a pandemia

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Victor Mather
The New York Times

Depois de ser adiada por um ano, a Olimpíada de Tóquio parece a caminho de ser realizada. Os melhores atletas do planeta uma vez mais competirão nas piscinas, nas pistas, nos velódromos e no ar muito acima dos trampolins. Mas as circunstâncias em que os Jogos serão realizados serão muito incomuns.
Eis o que sabemos sobre a Olimpíada.

Tocha acesa em frente a banner com a palavra Tokyo
A tocha olímpica, que começou a percorrer o Japão em 25 de março - Issei Kato - 25.mar.21/Reuters

A Olimpíada de Tóquio foi cancelada? Não. Os Jogos Olímpicos de verão, marcados para Tóquio em julho e agosto de 2020, foram postergados por um ano em função da pandemia. No momento, a previsão é de que a Olimpíada aconteça de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 (alguns eventos preliminares serão realizados nos dias 21 e 22 de julho). Os Jogos Paraolímpicos, também adiados por um ano, devem acontecer entre 24 de agosto e 5 de setembro.

Mas a Olimpíada vai mesmo acontecer? Pelo que se sabe até agora, sim, vai. O COI (Comitê Olímpico Internacional) e o comitê organizador de Tóquio estão determinados a realizar os Jogos, depois de anos de planejamento. Também estão ansiosos por manter os bilhões de dólares em pagamentos de direitos televisivos que perderiam caso os Jogos terminassem cancelados. Os organizadores afirmam que um novo adiamento não é possível. Pesquisas de opinião pública demonstram que entre 70% e 80% do público do Japão preferiria que os Jogos deste ano não fossem realizados.

O nome continua a ser Tóquio-2020? Sim, a despeito de a competição estar acontecendo um ano mais tarde do que o previsto, o nome oficial da Olimpíada ainda é Tóquio-2020. Camisetas, canecas, placas e outros produtos que portam a marca olímpica respeitarão esse critério.

Haverá torcedores nas arquibancadas? Os torcedores japoneses por enquanto estão autorizados a assistir às competições. Mas a maioria dos visitantes internacionais não terá permissão de entrar no Japão para a Olimpíada. As exceções são atletas, dirigentes esportivos, comissões técnicas e alguns jornalistas.
Alguns dos torcedores estrangeiros estão preocupados sobre quando, e como, eles receberão a restituição do dinheiro pelos ingressos que adquiriram. E isso pode demorar algum tempo.

O revezamento da tocha olímpica continuará a ser realizado? Sim. Ele começou em Fukushima, no Japão, no dia 25 de março. A cerimônia de abertura foi fechada ao público, e as rotas que a tocha percorrerá só estão sendo anunciadas 30 minutos antes do início de cada etapa. Só é permitida a presença de espectadores em suas áreas de residência, e manifestações e celebração estão proibidas. Algumas das pessoas convidadas para participar do revezamento, incluindo algumas celebridades, terminaram por se retirar do evento.

E o problema do sexismo dos dirigentes olímpicos? Dois importantes dirigentes do comitê organizador da Olimpíada deixaram seus postos depois de fazerem declarações sexistas. Em fevereiro, o presidente do comitê organizador da Olimpíada de Tóquio, Yoshiro Mori, renunciou, depois de declarar que mulheres falam demais em reuniões. Hiroshi Sasaki, o diretor de criação do comitê organizador, renunciou ao seu posto em março, depois de chamar Naomi Watanabe, uma humorista famosa e estilista de moda para mulheres “plus size”, de “olimporca”.

Com que frequência os Jogos Olímpicos são realizados? Os Jogos de inverno e de verão se alternam a cada dois anos. Por causa do adiamento da Olimpíada de Tóquio em 2020, os Jogos de inverno de 2022 começarão apenas seis meses depois do encerramento das competições no Japão. A Olimpíada de verão volta em 2024. A tradição de realizar os Jogos Olímpicos a cada quatro anos foi tomada de empréstimo das Olimpíadas da antiguidade, na Grécia, que surgiram no ano 776 a.C e continuaram a ser realizadas a cada quatro anos até 394 d.C.

Onde acontecerão as próximas edições das Olimpíadas? Pequim sediará a Olimpíada de inverno de 2022, e assim se tornará a primeira cidade a ter sediado Jogos de verão e de inverno. (A Olimpíada de verão de 2008 aconteceu lá.) Os Jogos de verão de 2024 acontecerão em Paris, e os de 2028 em Los Angeles. Os Jogos de inverno de 2026 acontecerão em Milão e Cortina d’Ampezzo, na Itália. A sede da Olimpíada de inverno de 2030 será selecionada em 2023.

Quantas vezes Tóquio organizou os Jogos? Uma vez, em 1964. O Japão também realizou Olimpíadas de inverno em Sapporo, em 1972, e Nagano, em 1998.

As Olimpíadas já haviam sido canceladas ou adiadas, no passado? Os Jogos Olímpicos jamais haviam sido adiados, mas foram cancelados durante as duas Guerras Mundiais do século passado. Os Jogos de 1916 estavam marcados para Berlim, quando estourou a Primeira Guerra Mundial. Os Jogos de inverno de 1940 também esbarraram em problemas de timing –estavam marcados para Sapporo, no Japão. Quando ficou claro que seria inviável realizá-los lá, eles foram remarcados... para a Alemanha. Seria desnecessário dizer que os Jogos de inverno e os Jogos de verão de 1940, que aconteceriam em Tóquio, terminaram cancelados. Os Jogos de inverno e de verão que aconteceriam em 1944, na Itália e no Reino Unido, tampouco foram realizados.

Desconsiderada a pandemia, Tóquio está pronta para o evento? Diferentemente do que aconteceu com outras cidades-sede, a exemplo do Rio de Janeiro em 2016, Tóquio parece ter seus estádios e infraestrutura em ordem, ainda que de vez em quando surjam surpresas quando os atletas começam a chegar.

Quem é a mascote? A mascote dos Jogos Olímpicos é Miraitowa, e o dos Jogos Paraolímpicos é Someity. O nome Miraitowa é uma combinação das palavras japonesas para “futuro” e “eternidade”. O nome Someity vem de uma variedade de cerejeira. Você terá de julgar por si mesmo que tipo de animal ou criatura eles parecem ser.

Usain Bolt estará lá? E Michael Phelps? Não. Dois dos maiores astros das Olimpíadas mais recentes deixaram o esporte olímpico. Mas atletas americanos de primeira linha como Simone Biles, Katie Ledecky, Ryan Lochte e Allyson Felix planejam voltar aos Jogos.

Que novos esportes e competições foram incluídos na disputa? O beisebol e o softbol retornam depois de 13 anos de ausência. Os novos esportes são caratê, surfe, skate e escalada esportiva. Algumas provas novas foram adicionadas às disputas de modalidades tradicionais, entre as quais basquete três contra três e ciclismo madison, uma prova para duplas. Diversos esportes adicionarão provas de revezamento ou outras disputas para equipes mistas, entre os quais o atletismo, natação, triatlo, arco e flecha e tênis de mesa.

O que é escalada esportiva? Uma prova em que atletas correm para galgar diferentes tipos de paredes.

Vai haver mesmo uma competição de surfe? Sim, nas águas ao largo da praia de Shidashita, a cerca de 65 quilômetros de Tóquio. As ondas serão significativamente menores do que as dos locais de surfe mais conhecidos, como Taiti, Havaí e Austrália. Os surfistas poderão exibir suas manobras e sua técnica mais do que seria o caso se tivessem de encarar grandes ondas.

Que competições foram retiradas do calendário? Embora o wrestling tivesse sido eliminado da disputa olímpica de 2020, em dado momento, terminou voltando à agenda, e com isso nenhum esporte será cortado. Algumas provas masculinas em certas modalidades foram substituídas por provas femininas, para aproximar mais o esporte do objetivo da igualdade entre gêneros.

Como é decidido que esportes serão acrescentados ou removidos da Olimpíada? O COI decide que esportes incluir nos Jogos. O comitê procura esportes que tenham popularidade mundial e tenta dar a diferentes regiões alguns esportes nos quais elas possam competir com sucesso. A igualdade de gêneros também vem sendo uma preocupação primária do comitê, nas últimas décadas, com esportes como o boxe e o wrestling passando a realizar competições olímpicas femininas, neste século.

A Rússia vai participar? Sim e não. Depois que emergiram provas de doping organizado pelo Estado na Olimpíada de Sochi, em 2014, a Rússia foi banida das competições esportivas internacionais por quatro anos, em dezembro de 2019, embora o prazo de suspensão tivesse sido posteriormente reduzido à metade.

Da mesma forma que aconteceu na Olimpíada de inverno de 2018, alguns atletas russos que tenham antecedentes limpos em termos de doping serão autorizados a competir na Olimpíada de Tóquio, mas não representarão formalmente o seu país. Eles serão descritos de maneira ainda a ser determinada, por exemplo como “atletas russos neutros”. O hino russo não será executado e a bandeira russa não será exibida.

Os russos podem competir em disputas coletivas e individuais, caso satisfaçam os critérios. Uma equipe russa se classificou para a disputa do polo aquático feminino, por exemplo.

A Coreia do Norte vai participar? Não. O país deixará os Jogos de lado “a fim de proteger nossos atletas da crise mundial de saúde causada pela infecção viral deliberada”, afirma um site do governo.

A Coreia do Norte participou de todas as Olimpíadas de verão desde 1972, exceto a de 1984 em Los Angeles, quando aderiu ao boicote soviético, e a de 1988, na Coreia do Sul. Atletas norte-coreanos já conquistaram 16 medalhas de ouro.

Tradução de Paulo Migliacci

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.