Descrição de chapéu Copa Libertadores 2021

Palmeiras encara Del Valle para assumir controle da chave na Libertadores

Após estreia com vitória, equipe alviverde espera construir vantagem na fase de grupos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A suada vitória por 3 a 2 sobre o Universitario, no Peru, na semana passada, fez o Palmeiras pular na frente no Grupo A da Copa Libertadores. A equipe alviverde busca agora um triunfo em casa para ampliar seu domínio na chave e começar a encaminhar a classificação às oitavas de final.

Os comandados de Abel Ferreira terão duelo com o Independiente del Valle às 21h30 desta terça-feira (27), no Allianz Parque, em São Paulo. A partida será exibida pelo SBT (menos para Porto Alegre, Santa Catarina e Foz do Iguaçu) e pela ESPN Brasil.

Rony é uma das armas ofensivas do Palmeiras - Raul Sifuentes/Reuters

O rival da segunda rodada é visto como mais forte do que o enfrentado na primeira. Campeão da Copa Sul-Americana em 2019, o time equatoriano vem obtendo resultados relevantes e estreou na Libertadores empatando com o argentino Defensa y Justicia –campeão da Recopa Sul-Americana, neste mês, em cima do próprio Palmeiras.

“O Independiente del Valle tem uma identidade própria, e não é de agora. Desde o tempo do atual treinador do Internacional, o [Miguel Ángel] Ramírez, que esteve no clube por muitos anos, é uma equipe que gosta de ter a bola”, afirmou Abel Ferreira.

Comandante na conquista da Sul-Americana em 2019, Ramírez chegou ao Brasil no começo deste ano e foi substituído pelo português Renato Paiva. Na visão de Ferreira, seu compatriota acrescentou “verticalidade” ao jogo do Del Valle, algo a que os defensores alviverdes devem estar atentos.

Os visitantes também terão essa preocupação. Foi justamente com base em um jogo de investidas rápidas, verticais, que o Palmeiras conquistou a Libertadores de 2020, estratégia que não mudou na árdua defesa do título.

“Subimos uma montanha alta no ano passado, mas tivemos pouco tempo lá em cima, porque já tivemos diversas competições na sequência, não aproveitamos muito a vista. Descemos, agora estamos todos no mesmo patamar”, disse Abel.

Na tentativa de repetir a escalada ao topo da América do Sul, o treinador tem utilizado um esquema com três zagueiros, que, na sua avaliação, permite uma agressividade maior. Independentemente da planificação tática, o que deseja o comandante é buscar o gol com ímpeto.

“Procuramos sempre dar dinâmicas à equipe para ganhar o jogo. Não é só 3-4-3, 4-4-2, 4-3-3. Futebol, para mim, é dinâmica, não número. A ideia é sempre armar a equipe para ganhar. É isso o que queremos”, afirmou o treinador.

Na Libertadores, isso tem ocorrido quase sempre. Mas o Palmeiras coleciona resultados ruins nas outras competições de 2021 –perdeu a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana e corre grande risco de eliminação na primeira fase do Campeonato Paulista–, o que fez surgirem os primeiros questionamentos ao trabalho de Ferreira.

O time vem de derrota para o Mirassol no Estadual, atuando com reservas, e espera mostrar que continua firme naquele torneio que é sua prioridade. Vencer o Independiente del Valle voltará a oferecer maior tranquilidade e deixará mais perto a classificação ao mata-mata continental.

Após saída de Holan, Santos pega Boca na Argentina

Pego de surpresa pela saída do técnico Ariel Holan, que pediu demissão após apenas dois meses de trabalho, o Santos jogará sob comando interino uma partida importante para sua sobrevivência na Copa Libertadores. Contra o Boca Juniors, em Buenos Aires, o time será dirigido por Marcelo Fernandes.

O duelo está marcado para as 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (27), no estádio La Bombonera, com transmissão do Fox Sports. E é visto como decisivo pelo clube da Vila Belmiro por causa de seu mau início no Grupo C, com derrota em casa para o Barcelona de Guayaquil.

Derrota para o Barcelona-EQU complicou situação do Santos - Guilherme Dionizio/Reuters

Zerado na chave, o Santos verá o Boca Juniors chegar a seis pontos em caso de vitória dos anfitriões na Argentina. O Barcelona também atingirá essa pontuação se derrotar em casa o The Strongest. Em um cenário com resultados plausíveis, portanto, a vaga nas oitavas de final já ficaria distante.

Diante dessa situação, os jogadores alvinegros esperam repetir o sucesso obtido diante do Boca nas semifinais da última Libertadores. Para chegar à decisão na edição 2020, a equipe praiana empatou em Buenos Aires, mesmo prejudicada pela arbitragem, e triunfou facilmente no Brasil.

Agora, será necessário superar o momento de instabilidade, ampliado pela derrota para o Corinthians no último domingo (25). O embate foi disputado com reservas, mas perder para o maior rival nunca é bem recebido pelos torcedores.

“São dois jogos diferentes. Descansaram muitos jogadores, é outra situação. Insisto, são dois jogos distintos”, disse Ariel Holan, antes de pedir demissão. Marcelo Fernandes vai trabalhar para que o resultado seja também distinto.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.