Descrição de chapéu Futebol Internacional

Suárez volta ao Camp Nou para mostrar que o Barcelona estava errado

Artilheiro do líder Atlético, uruguaio reencontra pela primeira vez o ex-clube em LaLiga

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Quando o técnico Ronald Koeman chegou ao Barcelona em agosto do ano passado, foi ele o responsável por avisar a Luis Suárez que o atacante, terceiro maior artilheiro da história do Barça, não continuaria no clube.

Descartado pelos dirigentes catalães, o uruguaio então tomou um caminho inusitado. Assinou com o Atlético de Madrid, e a aposta por reforçar um rival direto de sua ex-equipe se mostrou proveitosa para as duas partes.

Neste sábado (8), no Camp Nou, às 11h1h (ESPN Brasil transmite), o centroavante terá a oportunidade de mostrar diretamente ao Barcelona que sua saída foi um erro. Será o primeiro reencontro de Suárez com o Barcelona, em duelo que também marca a possibilidade de colocar o Atlético mais próximo do título de LaLiga.

Luis Suárez comemora gol contra o Valencia, um dos 19 que anotou até aqui em LaLiga
Luis Suárez comemora gol contra o Valencia, um dos 19 que anotou até aqui em LaLiga - Juan Medina - 24.jan.2021/Reuters

A quatro partidas do fim da competição, o time do técnico Diego Simeone lidera com 76 pontos, seguido pelo Real Madrid, com 74, e pelo Barça, que tem os mesmos 74 na terceira colocação.

Nas redes sociais, os catalães relembraram a passagem do uruguaio pelo clube na véspera do confronto.

"Fomos companheiros. Hoje, rivais. Mas sempre amigos", publicou o Barcelona em seu Twitter.

Goleador do Atlético com 19 gols, Suárez elevou o nível da equipe, que viu no atacante, disponível no mercado, a oportunidade de incorporar um jogador da primeira prateleira do futebol mundial.

Apesar dos 34 anos e de não ter a mesma explosão física de outrora, o uruguaio é um dos principais responsáveis pela boa campanha dos comandados de Simeone, que sonham com um troféu que não vem desde 2014. De lá para cá, somente Real Madrid e Barcelona foram campeões espanhóis.

Acostumado a enfrentar o Atlético nas últimas temporadas em clássicos quentes por LaLiga e também pela Champions, Luis Suárez chegou a Madri cercado de questionamentos. A idade era uma preocupação, mas também uma possível dificuldade de aceitação por parte de um elenco que, até pouco tempo antes, era seu rival.

Os 19 gols até aqui no campeonato indicam que a adaptação aos novos companheiros não foi um problema.

"A chegada do Luis qualificou ainda mais o nosso grupo, deu um salto, uma confiança ainda maior. É um cara consagrado. E chato também", brinca o lateral esquerdo Renan Lodi.

"Toda hora a bola tem que estar passando por ele. Só que quando chega, você sabe, ele decide. Espero que ele fique mais anos por aqui no Atlético", completa o brasileiro.

No duelo do primeiro turno de LaLiga, Suárez desfalcou o time e não pôde enfrentar o Barcelona. Durante compromisso com a seleção uruguaia, o centroavante foi infectado com a Covid-19 e perdeu o clássico –que terminou com vitória do Atlético por 1 a 0, no estádio Wanda Metropolitano.

Neste sábado, além do reencontro com o Barça, Luis Suárez também enfrentará o seu amigo Lionel Messi, artilheiro da atual edição de LaLiga com 28 gols.

À época da saída do atacante, Messi estava em rota de colisão com a diretoria do Barcelona e manifestou publicamente o seu descontentamento com a forma como o clube se despediu de Suárez.

"Será estranho te ver com outra camisa e te enfrentar. Você merecia que fizessem uma despedida de acordo com o que você é: um dos jogadores mais importantes da história do clube. E não que te mandassem embora como fizeram. Mas a verdade é que a essa altura nada me surpreende", disse o argentino.

Lionel Messi tem contrato com o Barça até o final da temporada e ainda não sinalizou se renovará o vínculo ou se defenderá outro clube.

Juntos, Messi e Suárez conquistaram 13 títulos com o Barcelona, incluindo a Champions League de 2014/2015 e quatro taças de LaLiga. Com a camisa do clube, o uruguaio marcou 198 gols em 283 jogos.

Referência na campanha que pode levar o Atlético ao topo, ele busca confirmar uma nova conquista para a sua carreira, desta vez com outras cores. No caminho para o título, porém, há um Barça que também luta pelo mesmo objetivo.

É mais uma oportunidade para Luis Suárez mostrar que, aos 34 anos, seu futebol ainda não é descartável.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.