Descrição de chapéu Futebol Internacional

Eriksen se foi e nós o trouxemos de volta, diz médico da Dinamarca

Jogador foi salvo com desfibrilador após sofrer uma parada cardíaca em campo na Eurocopa

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Copenhague | Reuters

O jogador dinamarquês Christian Eriksen, 29, sofreu uma parada cardíaca durante a partida de sua seleção na Eurocopa contra a Finlândia, no sábado (12), confirmou o médico da seleção neste domingo (13). O motivo, porém, ainda não foi esclarecido.

"Ele se foi. Fizemos ressuscitação cardíaca, foi uma parada cardíaca. Quão perto estávamos? Não sei. Nós o trouxemos de volta depois de uma desfibrilação", disse Morten Boesen em entrevista coletiva, acrescentando que Eriksen permanece no hospital para mais exames.

"Os exames que foram feitos até agora parecem bons", acrescentou Boesen. "Não temos uma explicação de por que isso aconteceu."

Eriksen desmaiou repentinamente aos 42 minutos da partida, enquanto corria perto da linha lateral. Quando o silêncio caiu sobre o público de 16 mil pessoas, seus companheiros de equipe se reuniram em torno dele enquanto era tratado em campo e depois carregado em uma maca.

Os jogadores dinamarqueses estiveram em contato com Eriksen por meio de uma videoconferência, disse Peter Moller, diretor da associação de futebol dinamarquesa (DBU).

O técnico Kasper Hjulmand afirmou que Eriksen contou a ele que não se lembrava muito do episódio e que estava ansioso para voltar a jogar.

"Ele gostaria que continuássemos a jogar", disse Hjulmand. "Ele disse que sente que poderia sair e jogar novamente. Christian se sente melhor quando tem uma bola de futebol perto de seus pés."

Hjulmand citou o que o meio-campista falou aos companheiros: "Acho que vocês estão se sentindo pior do que eu. Sinto que estou prestes a treinar agora, meninos".

"Christian está num bom estado de espírito e é um grande alívio para os jogadores depois de toda essa incerteza", disse Hjulmand. "Não há dúvida de que estivemos nas cordas."

Christian Eriksen deixa o gramado do estádio em Copenhague
Christian Eriksen deixa o gramado do estádio em Copenhague - Friedemann Vogel/Pool via Reuters

O jogo do Grupo B foi interrompido e reiniciado uma hora e 45 minutos depois. A Finlândia venceu por 1 a 0.

Os ex-jogadores dinamarqueses Peter Schmeichel e Michael Laudrup criticaram a Uefa pela forma como a entidade lidou com o episódio. Os atletas tiveram a opção de terminar o jogo na noite de sábado ou neste domingo.

"Olhando para trás, honestamente, não acho que devíamos ter voltado para o campo", disse Hjulmand. "Eu pensei se poderia ter feito as coisas de forma diferente."

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.