Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/06/2010 - 07h04

Após acusações de racismo, Holanda está proibida de usar Twitter na Copa

Publicidade

DE SÃO PAULO

A seleção da Holanda está proibida pelo técnico Bert van Marwijk de usar o Twitter durante a Copa-2010, depois que o atacante Elia publicou um vídeo em que insultaria a comunidade marroquina.

No vídeo polêmico, Elia e o atacante Ryan Babel, ambos negros, são vistos brincando com um jogo de computador, e vários outros membros da equipe chegam para visitá-los. Em tom de brincadeira, Elia usa a palavra "negro" para se referir a alguém de origem marroquina.

Milhares de internautas reagiram com repúdio, forçando Elia a se desculpar.

"Quero pedir desculpas à comunidade marroquina, mas eu não sou racista", disse à imprensa holandesa.

"Eu cresci em Haia, em um bairro com 75% de marroquinos e tenho um monte de amigos entre eles", explica Elia. De acordo com o jovem holandês, a declaração mal interpretada foi feita justamente a um amigo, a quem sempre chamou de "negro", e não uma demonstração de preconceito.

O zagueiro Gregory van der Wiel anunciou no Twitter que os jogadores não estavam mais autorizados a utilizar o serviço.

O atleta também já teve uma experiência desagradável no microblog. Após ser vetado da seleção holandesa para o amistoso contra a Austrália por uma contusão, afirmou em seu perfil que havia visitado um concerto na noite em que a equipe viajou para a Oceania, causando polêmica entre os torcedores.

Com agências internacionais

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página