Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/08/2010 - 17h51

Cesar Cielo revela tendinite e diz que vai treinar no Rio de Janeiro até o fim do ano

Publicidade

THIAGO BRAGA
COLABORAÇÃO PARA FOLHA

Após conquistar um ouro, uma prata e um bronze no Pan-Pacífico, disputado em Irvine (EUA), o nadador Cesar Cielo revelou ter competido com uma tendinite no punho, o que estaria atrapalhando sua saída do bloco há três semanas.

Na competição intercontinental, no entanto, o tempo de reação do brasileiro foi dos melhores nas provas em que competiu, como de costume. Cielo, porém, lamentou as dores e o desempenho.

Mark J. Terrill/AP
Cesar Cielo, of Brazil, celebrates after winning the men's 50-meter butterfly final at the Pan Pacific Swimming Championships, Wednesday, Aug. 18, 2010, in Irvine, Calif. (AP Photo/Mark J. Terrill)
Cielo comemora o ouro nos 50 m borboleta no Pan-Pacífico

"Esta temporada cheguei no meu limite", admitiu o campeão olímpico e mundial dos 50 m livre, que lembrou das dores que sentiu após a prova dos 100 m livre em Irvine. "Estava doendo bastante, foi uma situação nova para mim. Naquela ocasião, eu não sabia o que fazer. Faltou preparo", afirmou nesta quarta-feira, em São Paulo.

Cielo contou também que terá duas semanas de folga antes de retomar os treinamentos para a etapa do Rio da Copa do Mundo, entre os dias 10 e 12 de setembro, e o Troféu José Finkel, de 20 a 26 do mesmo mês, também na capital fluminense.

Até o fim deste ano, o nadador disse que continuará treinando no Rio de Janeiro. No entanto, ainda não sabe se os treinos serão no Flamengo ou no Complexo Maria Lenk.

"Vou falar com o Marcão e com a Patrícia Amorim (respectivamente técnico e presidente do Flamengo) para saber onde vou treinar", disse Cielo, que assumiu os erros na preparação para o Pan-Pacífico, como havia feito seu técnico, o autraliano Brett Hawke, em entrevista à Folha.

"Cometemos alguns erros, mas aconteceram na hora certa. Todo mundo tem culpa. Ele (Brett Hawke) teve, eu tive. Faltou um planejamento melhor. A gente tinha a sensação de que sempre teria tempo para recuperar. Faltou 'feedback' dele no dia a dia. Mas essa queda é boa para o aprendizado", conclui o nadador.

Neste ano, Hawke atravessa sua primeira temporada completa como 'head coach' (diretor) da equipe de natação da Universidade de Auburn (EUA). "Eu o decepcionei como treinador. Nesta temporada, tive dificuldades porque precisei terminar meus estudos e não estive tão próximo quanto gostaria', disse o australiano técnico de Cielo, ainda em Irvine.

"Faltou mais tempo de piscina. Todo mundo errou lá em Auburn. Nos anos anteriores, achava que tinha que treinar mais. Eu mesmo perguntava se não era para treinar mais. Este ano, eu só cumpria o que era passado", assumiu Cielo.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página