Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/10/2010 - 07h02

As tenistas exageram nos gemidos em quadra, dizem especialistas

Publicidade

MARCEL MERGUIZO
DE SÃO PAULO

Quando o assunto é a gritaria nas quadras de tênis, especialistas nestes assuntos concordam em um ponto: as mulheres exageram.

Jessica Rinaldi/Reuters
Maria Sharapova of Russia sets up to make a return to Caroline Wozniacki of Denmark during the U.S. Open tennis tournament in New York, September 6, 2010. REUTERS/Jessica Rinaldi (UNITED STATES - Tags: SPORT TENNIS)
Sharapova alcança 100 decibéis com seus gemidos em quadra

Para o tenista Ricardo Mello, segundo brasileiro do ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais) e 81º do mundo, é importante ouvir a batida da bola nas cordas da raquete para calcular a força do rival. Para ele, porém, os gritos que mais incomodam são os ouvidos nos torneios femininos.

"Não sinto esse problema para me concentrar no meu jogo, mas, às vezes, na quadra ao lado há gritos tão altos que me atrapalham", conta o tenista à Folha.com. "As mulheres gritam demais, é desnecessário. Parece que fazem para tentar desconcentrar a adversária mesmo, pois fazem até depois de bater na bola", diz.

O otorrinolaringologista Daniel Okada explica que um grito a 100 decibéis é altíssimo. Mas faz a ressalva de que essa medida é feita próximo à jogadora, e não no som que chega à adversária, bem mais baixo.

"É um ruído, sim, portanto atrapalha a atenção. Basta lembrar da Copa na África do Sul, com as vuvuzelas que chegavam a serem ouvidas a 134 decibéis dentro do campo. Por isso foram proibidas em alguns campeonatos", recorda Okada, que é membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia.

Medições feitas em vídeos do circuito feminino de tênis mostram que um grito da portuguesa Michelle Larcher De Brito, em quadra, já chegou a 109 db, de Sharapova, a 101 db, e da ex-tenista americana Mônica Seles, a 93 db.

O limiar estabelecido pela legislação trabalhista brasileira é de 85 db para uma exposição diária de 8 horas.

Para o bem dos ouvidos das tenistas, os gemidos são curtos e os jogos dificilmente duram tanto tempo.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página