Publicidade
Publicidade

Olimpíada do Rio tem dois primeiros medalhistas suspensos por doping

Goh Chai Hin/AFP
O halterofilista Izzat Artykov durante prova na Rio-2016
O halterofilista Izzat Artykov durante prova na Rio-2016

O halterofilista Izzat Artykov, do Quirguistão, medalha de bronze na categoria até 69 kg, tornou-se nesta quinta-feira (18) o primeiro medalhista a ser excluído dos Jogos Olímpicos do Rio por doping, informou o TAS (Tribunal Arbitral do Esporte).

Outro medalhista, o canoísta Serghei Tarnovschi, de Moldova, também foi suspenso por doping. Tarnovschi estaria na prova de canoa dupla nesta sexta (19) e seria adversário direto do brasileiro Isaquias Queiroz.

Artykov, que foi desclassificado e excluído dos Jogos, testou positivo para estricnina, um estimulante, informou o tribunal.

Levantando um total de 339 kg, o atleta terminou em terceiro lugar a disputa realizada no último dia 10 de agosto. A prova foi vencida pelo chinês Shi Zhiyong Shi, que superou o turco Daniyar Ismayilov (351 kg).

De acordo com a agência France Presse, com a punição, o colombiano Luis Javier Mosquera Lozano, quarto colocado na classificação final, vai herdar a medalha de bronze.

Após a competição, o francês Bernardin Kingue Matam expressou suas dúvidas quanto aos seus adversários, dizendo que "esperaria o resultado dos exames de doping".

"Se a Federação Internacional e o COI fizeram as coisas corretamente, acredito que subirei umas quatro posições, porque os cinco primeiros não estão limpos", afirmou.

O levantamento de peso é atingido por problemas de doping há muitos anos. A Bulgária, tradicional país dominante na disciplina, foi proibida de participação no esporte.

Os oito levantadores de peso russos qualificados para os Jogos Rio-2016 também foram barrados após a publicação do relatório McLaren, apontando um sistema de doping de Estado no país.

Artykov foi "testado positivo para estricnina. O atleta está desqualificado, sua medalha retirada e ele foi excluído dos Jogos Olímpicos do Rio", decidiu o TAS.

Que esporte é esse? - Olimpíada - Folha de S.Paulo

TARNOVSCHI

O canoísta Serghei Tarnovschi, de Moldova, foi suspenso provisoriamente pela ICF (Federação Internacional de Canoagem) por doping.

Ele foi medalhista de bronze na prova individual de canoagem de 1.000 m, na qual o brasileiro Isaquias Queiroz levou a prata. O comitê organizador chegou a comunicar que o bronze havia sido repassado ao russo Ilia Shtokalov, que terminou a prova com o quarto lugar, mas em um novo comunicado disse que o resultado está mantido por enquanto.

O canoísta de 19 anos foi reprovado em um teste realizado antes dos Jogos.

Nesta sexta (19), ele competiria nos 1.000 m em duplas com seu irmão Oleg. De acordo com a ICF, no entanto, Tarnovschi não pode mais participar da prova.

INDIANO É SUSPENSO POR 4 ANOS

O TAS aceitou na noite desta quinta (18) pedido da WADA (Agência Mundial Antidoping) contra o indiano Narsingh Yadav, da luta olímpica.

Ele falhou duas vezes no teste contra o anabolizante metandrostenolona e será suspenso do esporte por quatro anos.

O atleta começaria sua participação na Rio-2016 nesta sexta (19).

Chamada - Doping

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade