Anterior | Índice

SBT fica fora do ar por desrespeitar Lei Eleitoral

Agência Folha e Redação 02/10/98 23h11
De São Paulo

O Sistema Brasileiro de Televisão ficará fora do ar por 24 horas, a partir da noite desta sexta-feira, conforme determinação do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

OSBT foi acusado de permitir o favorecimento do candidato a governador Paulo Maluf (PPB) no "Programa do Ratinho" exibido dia 23 de setembro. Na ocasião, o apresentador Carlos Massa defendeu o projeto "Tolerância Zero" que faz parte do programa de governo do candidato do PPB e criticou o sistema de segurança pública do atual governador e candidato à reeleição, Mário Covas.

Além da suspensão, o TRE multou o SBT em 200 mil Ufirs (Unidades Fiscais de Referência), cerca de R$ 192 mil.

É a terceira vez que a emissora é punida por desrespeitar o artigo 45 da Lei Eleitoral, que proíbe as emissoras de rádio e TV privilegiar candidatos em sua programação a partir do dia 1 de julho nos anos eleitorais.

O SBT já havia sido multado por supostos privilégios a Maluf, no programa de Hebe Camargo, e ao também candidato a governador Mário Covas (PSDB), no "Domingo Legal" apresentado por Gugu Liberato.

A emissora está fora do ar com a seguinte mensagem na tela:

"Estamos fora do ar por decisão da Justiça Eleitoral, em virtude de desobediência ao artigo 45, inciso III da Lei Eleitoral (Lei 9504/97)".


Anterior | Índice



Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo
desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
sem autorização escrita do Universo Online ou do detentor do copyright.