BUSCA Miner



Índice | Próxima

Travesti morre em clínica em São Paulo

ANDRÉ CARAMANTE 16/05/2000 22h45
do Notícias Populares

Um dos travestis mais famosos do país, Andrea de Maio,morreu no início da manhã desta terça-feira (16), numa clínica de cirurgia plástica, em Moema (zona sul de São Paulo).

A morte do travesti, reconhecido por estar trabalhando com os homossexuais há mais de 25 anos, aconteceu 24 horas depois de ele ter passado por uma operação para a retirada de silicone nas nádegas e nas coxas.

Andrea foi internada na clínica do cirurgião plástico Antonio Carlos Pulga Rebelo às 7h30 da manhã de segunda-feira e foi operada cerca de uma hora depois, segundo a enfermeira chefe do local, Ilda Albuquerque.

Segundo doutor Pulga, Andrea começou a se sentir mal por volta das 6h30 da manhã desta terça, quando ele acredita que o travesti tenha sofrido uma embolia (quando algum corpo estranho obstrui uma veia).

Segundo uma funcionária da clínica do doutor Pulga que pediu para ter sua identidade mantida em segredo, Andrea havia assinado um termo de compromisso em que estava ciente dos riscos que estava passando ao ser operada para retirar silicone.

O médico disse que sentiu muito a morte de Andrea, pois os dois eram amigos há mais de 10 anos e o travesti sempre costumava levar outros homossexuais para serem operados por ele.

Por volta de 13h30 desta terça ,uma delegada do 96ºDP (Brooklin) foi até a clínica do doutor Pulga para atestar a morte do travesti e também para providenciar a solicitação do rabecão do IML. Lá, a perícia iria atestar o que matou o travesti.

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Índice | Próxima

 EM CIMA DA HORA