Descrição de chapéu Primeira vez 70 anos da TV

Folha falou da TV em 1926 como 'reflector luminoso'

Primeira transmissão aconteceu no Brasil há exatamente 70 anos

São Paulo

O office boy Willian Taynton chegou ao trabalho no centro de Londres, em outubro de 1925, e recebeu um pedido incomum de seu vizinho de escritório, o inventor escocês John Logie Baird.

Baird levou Tayinton até seu laboratório no andar de cima, pediu que se sentasse diante de lâmpadas projetoras e aguardasse. De repente, o office boy ouviu um grito vindo da sala ao lado: "Eu te vejo, Willian!"

homem está sentado diante de uma série de refletores e tem fantoches em suas mãos
O inventor escocês John Logie Baird demonstrando seu sistema de televisão na Royal Institution, em 1926 - RadioHistory.com

Foi assim que Tayinton se tornou a primeira pessoa a ter sua imagem transmitida via televisão. Em entrevista à emissora BBC, quatro décadas depois, ele afirmou que não achou tanta graça na invenção, após ver sua imagem precariamente reproduzida, mas conta que Baird respondeu: "É só o começo".

O protótipo de Baird, que reunia uma série de componentes importados de diferentes partes do mundo, foi apresentado alguns meses depois, em janeiro de 1926, aos cientistas da Royal Institution, na Inglaterra. A recepção não foi muito diferente daquela de Tayinton, a qualidade das imagens foi criticada. Mas não a ideia.

Como o monstro de Frankstein, a TV foi sendo gradualmente construída —parte rádio, parte telégrafo, parte câmera fotográfica. No entanto, diferentemente do monstro, não possui um só criador ou um momento único de criação.

O aparelho foi inventado peça por peça e a muitas mãos, com seus componentes sendo constantemente aprimorados por cientistas ao redor do mundo.

Como o iconoscópio, criado pelo russo Vladimir Zworykin, em 1924, que é percursor das câmeras televisivas. Décadas antes, em 1855, o físico italiano Giovanne Caselli tinha desenvolvido o primeiro sistema de "fototelegrafia", que permitia a transmissão de imagens à distância, via telégrafo, uma tecnologia fundamental para que se chegasse ao televisor.

A Folha noticiou a invenção da TV tal como ela se deu —devagar. A primeira menção ao aparelho no jornal é de dezembro de 1926, quando foi desenvolvido um "reflector luminoso" (grafia da época) que poderia solucionar "o problema da televisão".

Reprodução da Folha da Noite
Nota publicada na Folha da Noite, em 4 de dezembro de 1926, relata descoberta de refletor luminoso - Acervo Folha

Em 11 de janeiro de 1927, o jornal publicou o texto A Televisão e Seus Ensaios, que relatava uma entrevista com Baird. O cientista explicava sua inovação (a transmissão simultânea da imagem em movimento) e as dificuldades para melhorar sua descoberta.

Em 1928, a Folha também relatou a primeira transmissão transatlântica, da Inglaterra para os Estados Unidos —satisfatória, mas com "falhas sensíveis".

Mais tarde, em junho de 1929, quando os televisores já funcionavam razoavelmente bem nos EUA e havia o primeiro serviço analógico em Nova York, o jornal publicou outra nota em sua página de radiotelegrafia. Dessa vez, não se falava mais do ponto de vista da descoberta científica, mas da desconfiança e curiosidade em torno dos benefícios da nova tecnologia, como se vê abaixo.

Reprodução de página antiga do jornal com texto que fala de um pastor que se horroriza com a ideia de ter sua intimidade exposta para o público norte-americano através da televisão e, por isso, jornalistas debocham dele, afirmando que tem coisas mais interessantes para serem transmitidas, como "beldades de biquíni".
Nota publicada na Folha em junho de 1929 mostra desconfiança em relação a TV - Acervo Folha

A pergunta sobre o que a televisão nos reservava de interessante foi respondida ao longo das próximas décadas. Principalmente após a Segunda Guerra Mundial, quando o meio se popularizou cada vez mais na Europa e nos Estados Unidos.

O marco inicial da TV no Brasil aconteceu há exatamente sete décadas, em 18 de setembro de 1950, por iniciativa do empresário e jornalista Assis Chateaubriand, dono do grupo Diários Associados.

Segundo o último dado do IBGE, de 2018, a televisão está em 97% dos lares brasileiros.

Este texto faz parte da série Primeira Vez, que mostra quando temas e personagens estrearam nas páginas do jornal.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.