Conheça 100 grandes reportagens que marcaram a história da Folha e do Brasil

Informações exclusivas, coberturas de fôlego e entrevistas explosivas ajudaram a construir o prestígio do maior jornal do país

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Da profusão de serviços e produtos oferecidos por um jornal, nada é tão importante quanto informações exclusivas, os chamados "furos". Ao longo de 100 anos, a Folha revelou uma infinidade de esquemas de corrupção de todo o espectro político e expôs fatos graves que contradiziam versões oficiais, entre outros tipo de denúncia.

São também relevantes as grandes coberturas no Brasil e no mundo, como guerras e catástrofes. E ainda as entrevistas com personagens-chave da história.

Esses grandes momentos foram essenciais para que a Folha se tornasse o mais influente jornal do país.

Veja a seguir uma seleção de 100 reportagens que marcaram a história do jornal e do país.

Pantanal em Chamas, de Fabiano Maisonnave e Lalo de Almeida

10 de outubro de 2020

Repórter e fotógrafo registraram devastação do Pantanal, atingido por incêndios que duraram meses e destruíram fauna e flora da região. O fogo, que começou em agosto, consumiu cerca de 26% do bioma até a primeira semana de outubro.

Estado Alterado, de Paula Leite e equipe

24 de agosto de 2020

Série de reportagens multimídia em quatro continentes mostrou como diferentes países estruturam suas políticas relacionadas à produção, à distribuição e ao consumo de entorpecentes. A série trouxe exemplos de políticas de policiamento intenso e tolerância zero a diferentes tipos de descriminalização e legalização.

Moro pede demissão após troca na PF, e Bolsonaro tenta reverter, de Leandro Colon

23 de abril de 2020

A Folha antecipou a decisão do então ministro da Justiça Sergio Moro de deixar o governo Bolsonaro devido a supostas interferências do presidente na troca do comando da Polícia Federal. A demissão foi pedida no dia seguinte à revelação, e a intenção do presidente de interferir na PF, revelada em vídeo de reunião ministerial divulgado um mês depois.

Amazônia sob Bolsonaro, de Fabiano Maisonnave e Lalo de Almeida

26 de agosto de 2019

Série de reportagens percorreu estados e terras indígenas da região amazônica registrando conflitos fundiários e ambientais e mostrando efeitos decorrentes da ingerência do governo federal sobre a região.

Desigualde Global, de Fernando Canzian, Lalo de Almeida, Simon Ducroquet, Mariana Goulart e Thiago Almeida

22 de julho de 2019 — Prêmio Folha categoria reportagem

Reportagens especiais em quatro continentes traçaram panorama da desigualdade global, dos miseráveis aos super-ricos, e evidenciou as relações entre pobreza, concentração de renda e movimentos políticos populistas que abalaram as democracias liberais.

Ministro de Bolsonaro criou candidatos laranjas para desviar recursos na eleição, de Ranier Bragon e Camila Mattoso

4 de fevereiro de 2019

Reportagem revelou esquema que usou candidaturas laranjas do PSL, à época partido do presidente Jair Bolsonaro, para burlar cota de gênero nas candidaturas e abastecer com dinheiro dos fundos partidário e eleitoral outras campanhas da legenda, incluindo a do ministro do Turismo à Câmara dos Deputados.

Vale previu inundação de refeitório e sede de barragem e desprezou o risco, de Lucas Vettorazzo, Nicola Pamplona e Thiago Amâncio

1º de fevereiro de 2019

Reportagem da Folha obteve o plano de emergência da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), onde já constava o risco de que locais frequentados por funcionários seriam destruídos. Empresa alegou que cenário previsto no plano era hipotético —o rompimento da barragem deixou 270 mortos.

Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp, de Patrícia Campos Mello

18 de outubro de 2018 — Grande Prêmio Folha

Reportagem revelou a prática ilegal de disparos em massa de mensagens por WhatsApp, pagos por empresários durante campanha eleitoral de 2018. Novas reportagens e desdobramentos do caso levaram à instauração da CPMI das Fake News no Congresso e à abertura de inquérito no STF.

Na cadeia, Maluf mostra fragilidade e se diz inocente, de Mônica Bergamo

4 de março de 2018

A colunista entrevistou Paulo Maluf dentro da cela do ex-prefeito de São Paulo na penitenciária da Papuda, em Brasília, onde cumpria pena por desvios de recursos na construção da avenida Águas Espraiadas, em São Paulo. Sem conseguir falar com o diretor do presídio para obter autorização para a entrevista, a colunista entrou como "amiga" do ex-Prefeito

‘Não vou me matar nem fugir do Brasil. Vou brigar até ganhar’, diz Lula, de Mônica Bergamo

1º de março de 2018

Em entrevista cerca de um mês antes de sua prisão após condenação em 2ª instância no caso do tríplex de Guarujá, o ex-presidente Lula apostava que seria inocentado e concorreria às eleições de 2018.

Como ficou Lula foi solto em novembro de 2019 após decisão do STF de que condenados só podem ser presos após o fim dos recursos.

Bolsonaro emprega servidora fantasma que vende açaí em Angra, de Camila Mattoso, Italo Nogueira e Ranier Bragon

11 de janeiro de 2018

Reportagem mostrava como Jair Bolsonaro, então pré-candidato à Presidência, usava verbas públicas de seu gabinete na Câmara dos Deputados para empregar uma vizinha em Angra dos Reis (RJ). Walderice Santos da Conceição, conhecida como Wal, vendia açaí na cidade litorânea em horário de expediente da Câmara, em Brasília, onde figurava como funcionária do gabinete do então deputado desde 2003.

Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política, de Ranier Bragon, Camila Mattoso e Italo Nogueira

7 de janeiro de 2018

Levantamento da Folha sobre os bens do então pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro e de seus três filhos com cargos políticos revelou que o patrimônio da família teve um crescimento acelerado e suspeito desde que o pai entrou para a política. A maioria do patrimônio declarado era de imóveis, vários comprados por valores muito abaixo do avaliado pelo mercado.

Um Mundo de Muros, de Patrícia Campos Mello e Lalo de Almeida

26 de junho de 2017 — Grande Prêmio Folha, Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo, Prêmio Rei da Espanha e Prêmio do Comitê Internacional da Cruz Vermelha

Série de reportagens especiais multimídia, com equipe de mais 20 jornalistas, foi a quatro continentes expor as várias dimensões da divisão imposta por barreiras físicas ao redor do mundo.

A engrenagem das notícias falsas no Brasil, de Fabio Victor

19 de fevereiro de 2017 — Prêmio Folha categoria reportagem

Reportagem mostrou o funcionamento do mercado e da disseminação das notícias falsas a partir de entrevista com um dos criadores de sites e perfis em redes sociais com esse fim. A prática viria a ser determinante na política nacional.

Caso Geddel, de Natuza Nery, Paulo Gama, Matheus Magenta, João Pedro Pitombo e Catia Seabra

19 de novembro de 2016 — Prêmio Folha categoria reportagem

Série de reportagens sobre o envolvimento do então ministro-chefe da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e parentes em pressões para liberação de empreendimento embargado pelo Iphan.

Como ficou Geddel pediu demissão com o agravamento das denúncias e, preso desde 2017 por outro processo, foi condenado a perda de função pública e direitos políticos por cinco anos, em 2020

Em diálogos gravados, Jucá fala em pacto para deter avanço da Lava Jato, de Rubens Valente

23 de maio de 2016

Em áudios obtidos de conversa entre o então senador Romero Jucá (MDB-RR) e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, ocorrida pouco antes do impeachment de Dilma Rousseff, Jucá sugere que a troca no governo federal seria “um grande acordo nacional” para “estancar a sangria”, referência à Operação Lava Jato, que os investigava. Jucá foi ministro do governo de Michel Temer, que substituiu Dilma.

Odebrecht bancou reforma de sítio usado por Lula, dizem fornecedores, de Flávio Ferreira

29 de janeiro de 2016 — Grande Prêmio Folha

Jornal revelou que a construtora Odebrecht fez uma reforma em propriedade rural frequentada por Lula, em Atibaia (SP). A obra teve início em 2010, no segundo mandato do ex-presidente. O sítio entrou nas investigações da Operação Lava Jato.

A volta da epidemia, de Patrícia Campos Mello e Avener Prado

17 de agosto de 2014 — Prêmio Folha categoria reportagem

Repórteres foram os primeiros brasileiros a cobrir in loco a epidemia de ebola em Serra Leoa, mostrando o preconceito contra sobreviventes, a abnegação dos profissionais de saúde e o cotidiano da população.

Minas fez aeroporto em fazenda de tio de Aécio, de Lucas Ferraz

20 de julho de 2014

Reportagem mostrou que o governo de Minas construiu aeródromo na fazenda de um tio-avô de Aécio Neves, então candidato à Presidência. A área tinha sido desapropriada, mas continuava sob o controle da família.

Como ficou O Ministério Público reabriu investigações após a reportagem, e, no ano seguinte, o inquérito foi arquivado.

Presos filmam decapitados no Maranhão, de Eduardo Scolese, Juliana Coissi e Marlene Bergamo

7 de janeiro de 2014 — Grande Prêmio Folha

Série revelou as condições precárias da penitenciária de Pedrinhas, no Maranhão. A primeira reportagem divulgou um vídeo de presos exibindo corpos decapitados durante rebelião.

A Batalha de Belo Monte, de Marcelo Leite, Mário Kanno, Douglas Lambert e Lalo de Almeida

15 de dezembro de 2013 — Grande Prêmio Folha de Jornalismo, Grande Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo, Prêmio CNI de Jornalismo, Prêmio SIP categoria cobertura multimídia, Prêmio Wash Media Awards categoria água e energia

Dossiê sobre a construção da segunda maior usina hidrelétrica do país em potência gerada, incluindo fotos, vídeos e gráficos dinâmicos. Inaugurou a série de especiais “Tudo Sobre”. Usina deixou legado de destruição ambiental.

Empresa alemã delata cartel em licitações do metrô de SP, de Catia Seabra, Julianna Sofia, Dimmi Amora e Flávio Ferreira

14 de julho de 2013 — Prêmio Folha categoria reportagem, Prêmio CNH categoria jornal, Grande Prêmio CNT de Jornalismo

Série de reportagens revelou documentos, detalhou o funcionamento e listou as empresas envolvidas no cartel de licitações para compra e manutenção de trens e metrôs em SP e no DF, delatado por empresa alemã.

Enquanto aprovava edifícios, diretor adquiriu 106 imóveis, de Evandro Spinelli e Rogério Pagnan

14 de maio de 2012 — Prêmio Folha categoria reportagem

Jornal mostrou que o diretor responsável pela aprovação de empreendimentos em São Paulo, Hussain Aref Saab, adquiriu 106 imóveis durante os sete anos à frente da Aprov, antigo setor da Secretaria de Habitação.

Como ficou Justiça anulou o processo ao considerar que eventuais punições estariam prescritas. A Prefeitura arquivou o inquérito em 2020.

Fazenda de Teixeira abrigou empresa de acusados de superfaturar amistoso, de Filipe Coutinho, Julio Wiziack, Leandro Colon, Rodrigo Mattos e Sérgio Rangel

15 de fevereiro de 2012 — Prêmio Esso de Jornalismo

Jornal mostrou a ligação do dirigente da CBF Ricardo Teixeira com uma empresa suspeita de desviar dinheiro público de um amistoso da seleção.

Como ficou Teixeira renunciou ao cargo no qual estava desde 1989. Em 2019, ele foi banido do futebol pela Fifa após outros casos de corrupção envolvendo propinas e contratos de TV.

Palocci multiplicou por 20 patrimônio em quatro anos, de Andreza Matais, José Ernesto Credendio e Catia Seabra

15 de maio de 2011 — Prêmio Esso de Jornalismo e Grande Prêmio Folha

Série de reportagens revelou que o ministro da Casa Civil Antonio Palocci havia montado empresa de consultoria e ficado milionário enquanto era deputado federal e coordenava a campanha de Dilma Rousseff à Presidência.

Como ficou Palocci deixou o cargo no mês seguinte à reportagem.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.