Descrição de chapéu Folha, 100 jornalismo

Entenda como a Folha produz seu noticiário, como era há 100 anos e como deve ser no futuro

Em um século, novos processos e tecnologias ajudaram a fortalecer o jornalismo como um dos pilares da democracia

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Marcelo Pliger
São Paulo

As mudanças profundas e aceleradas que o mundo viveu no últimos 100 anos também transformaram o jornalismo: novas tecnologias e parcerias entre veículos de vários países ficam disponíveis em diversas plataformas em tempo real para o leitor, que, há pouco tempo, tinha o jornal de papel, a TV, e o rádio para se informar. Tudo isso com Redações mais diversas.

Na Folha, o caminho entre a apuração de uma informação e a publicação da notícia é povoado por cerca de 300 profissionais, entre repórteres, diagramadores, editores e fotógrafos, em vários locais do Brasil e do mundo, antes de ser publicada.

De 1921, quando nasceu a Folha, até hoje, cada etapa do processo mudou de alguma forma, mas continua o fio condutor que fez o jornal chegar aos 100: um jornalismo que equilibra cuidado e agilidade para levar informação de qualidade ao leitor e, assim, se reforçar como um dos pilares da democracia.

Confira arte que mostra o caminho da notícia em 1921, em 2021 e no futuro. 

Desmontagem da rotativa da sede da Folha, na Barão de Limeira, em 2021
Desmontagem da rotativa da sede da Folha, na Barão de Limeira, em 2021 - Zanone Fraissat/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.